Siemens PLM cria área dedicada ao setor automotivo

Imagem ilustrativa da notícia: Siemens PLM cria área dedicada ao setor automotivo

São Paulo – Enquanto o Rota 2030 ainda tramita no Congresso para virar lei, empresas correm para antecipar a introdução de novas tecnologias às suas linhas de produção. Demandas como a linha 4.0 da Mercedes-Benz, da FCA e da Pirelli serão recorrentes no médio-prazo, segundo a Siemens PLM, que decidiu criar um departamento específico de vendas ao setor automotivo.

 

A divisão de software do conglomerado Siemens desenvolve sistemas de desenvolvimento de peças e veículos, como as ferramentas CAD e PLM, por meio das quais as montadoras analisam o ciclo de vida dos veículos. Este conjunto de sistemas já é realidade em países onde a indústria de veículos é mais desenvolvida e ajudou as empresas a cortarem custos operacionais.

 

Chegou a vez de as ferramentas serem aplicadas à produção instalada no Brasil, disse Allyson Faria, diretor de marketing da companhia. De acordo com ele, no momento, há maior procura por itens ligados à digitalização para indústria 4.0: “O mercado está disposto a adquirir novas tecnologias porque existe um movimento no sentido de equiparar a indústria nacional aos padrões dos mercados desenvolvidos”.

 

No ano passado a Randon fechou negócio com a Siemens para instalação de PLM em suas fábricas para gerenciar custos e lucratividade dos implementos que produz. Com o software percebeu oportunidades em algumas linhas de produtos equivalentes a uma redução de 5% a 15% no tempo de produção e de 30% nos processos.

 

De acordo com Sandro Trentin, diretor de tecnologia e inovação da Randon, antes das soluções Siemens os cálculos de custos eram realizados em planilhas do MS Excel, sem padronização e de forma desconectada, com cada área da empresa trabalhando em sua própria planilha.

 

Faria, da Siemens, contou que a empresa foi a responsável pela instalação dos sistemas de produção digital na fábrica da FCA instalada em Goiana, PE, onde são produzidos os modelos Jeep Compass e Renegade e a picape Fiat Toro. Os resultados obtidos, disse, fizeram a matriz da montadora considerar a modernização de outras linhas do grupo no mundo. Há outros casos, globais, na Ford, Nissan e Volkswagen.

 

Tanto o novo diretor executivo para vendas ao setor automotivo, quanto sua nova equipe, serão anunciados na semana que vem.

 

Foto: Divulgação.