Chegada da Alaskan ainda é indefinida

Imagem ilustrativa da notícia: Chegada da Alaskan ainda é indefinida
CompartilheVeículos
04/12/2018

São José dos Pinhais, PR – A Renault ainda procura um modelo econômico viável para o lançamento da Alaskan, sua picape grande, no mercado brasileiro. Embora já esteja em produção no México e em breve entre nas linhas de Córdoba, Argentina, o modelo encontra tantos desafios quanto oportunidades por aqui, de acordo com o presidente Luiz Fernando Pedrucci.

 

Mostrada no Salão do Automóvel de São Paulo sem grande alarde a Alaskan compartilha linha de produção com a Nissan Frontier e tem tamanho e espaço interno semelhantes. Pedrucci disse que sua exposição na mostra foi uma espécie de laboratório para a companhia definir os passos seguintes.

 

“A Alaskan está pronta, em produção, é só bater o martelo. Mas não encontramos o modelo econômico para ela no Brasil. Precisamos saber que veículo, qual versão e por qual preço colocaremos no mercado, e se e quando será lançado.”

 

Segundo o presidente a entrada em um novo segmento, o de picapes grandes, da mesma forma que abre uma oportunidade, de a Renault competir em faixa de mercado que ainda não explora, traz também o desafio de não conhecer esse consumidor. A situação da Argentina, que passa por crise econômica, é outro fator que joga para a frente a decisão.

 

O avanço no segmento de elétricos, porém, tem se mostrado positivo. Segundo o presidente foram comercializados nove unidades do Zoe durante o Salão do Automóvel, quando a Renault abriu as vendas ao consumidor final: “É um segmento em que queremos estar, mas não temos metas. Já vendemos 1 mil veículos elétricos a empresas, somos os líderes no Brasil”.

 

Foto: Divulgação.