Doria garante IncentivAuto para a Toyota

Imagem ilustrativa da notícia: Doria garante IncentivAuto para a Toyota

São Paulo – Os Toyota Corolla da nova geração montados sobre a plataforma TNGA, Toyota New Global Architecture, em Indaiatuba, SP, poderão ser vendidos no mercado brasileiro com desconto no ICMS. O governador de São Paulo, João Doria, garantiu que o investimento anunciado no ano passado, dias após a criação do Rota 2030, se enquadrará nas regras do IncentivAuto – regras estas que ainda carecem de oficialização.

 

Para produzir a décima-segunda geração do Corolla, incluindo a versão híbrido flex anunciada ao governador na manhã da quarta-feira, 17, a Toyota aplica R$ 1 bilhão na fábrica de Indaiatuba e outros R$ 600 milhões em Porto Feliz, SP, onde produz motores. Gerou, com o projeto, novecentos empregos.

 

O total do investimento e o número de postos criados entram nas regras do IncentivAuto, que exige no mínimo R$ 1 bilhão e quatrocentos empregos gerados, mas o fato de ter sido anunciado em 2018 criou dúvidas com relação ao seu enquadramento no programa. Em janeiro, ao anunciar o IncentivAuto, Doria disse que seriam os investimentos a partir daquela data. Semanas depois, afrouxou as regras e deixou subentendido que investimentos anunciados, mas ainda não materializados, poderiam fazer parte do programa, abrindo um amplo leque.

 

Não há nada claro ainda, uma vez que as regras oficiais do IncentivAuto ainda não foram publicadas. Ainda carecem de definição a porcentagem de desconto de ICMS – o máximo é 25% da alíquota – para cada valor investido, se os empregos entrariam nessa conta, dentre outros fatores. O secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, disse recentemente que cada caso seria um caso.

 

Mas a Toyota é a segunda a se garantir no programa criado pelo governador – depois da General Motors, que anunciou investimento de R$ 10 bilhões no Estado, alcançando o teto previsto no IncentivAuto.

 

Foto: Divulgação.