Bosch desenvolve tecnologia para que carros voem

Imagem ilustrativa da notícia: Bosch desenvolve tecnologia para que carros voem
CompartilheTecnologia
21/05/2019

São Paulo – Os carros voadores idealizados pela Hanna-Barbera no desenho animado Os Jetsons há mais de cinquenta anos deverão, enfim, tornar-se realidade nos próximos anos. A Bosch divulgou na terça-feira, 21, que está desenvolvendo  combinação de sensores para equipar os táxis voadores que, ainda em testes, circularão pelos céus de Dallas e Los Angeles, no Texas e na Califórnia, e em Dubai e Singapura em 2020.

 

“Os primeiros táxis voadores deverão estar aptos para atuar nas principais cidades já em 2023”, projeta Harald Kröger, presidente da divisão Automotive Electronics da Bosch. “A Bosch planeja desempenhar um papel de liderança na formação desse mercado futuro.”

 

A ideia é aproveitar sensores já aplicados em condução autônoma e em sistemas ESP em uma caixa de sensores. Serão dezenas de sensores combinados trabalhando em conjunto para fazer os veículos levantarem voo com segurança e precisão, a custos bem inferiores aos da tecnologia aeroespacial convencional. E também bem mais fácil de instalar nos veículos, de acordo com a Bosch.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Bosch desenvolve tecnologia para que carros voem

 

Segundo a Bosch, inicialmente os voos serão conduzidos por pilotos, mas a previsão é que a partir de 2025 os táxis aéreos sejam autônomos. A consultoria Boston Consulting Group estima que até 2030 sejam feitas 1 bilhão de viagens em táxis aéreos.

 

O preço?: “Dependendo do conceito e da capacidade de passageiros um táxi voador custará cerca de 500 mil euros”.

 

Foto: Divulgação.