Futuro das concessionárias movimenta mercado de tecnologia

Imagem ilustrativa da notícia: Futuro das concessionárias movimenta mercado de tecnologia

São Paulo – Se montadoras e concessionárias travam forte debate a respeito das vendas diretas, pelo menos no campo do desenho de novos modelos de negócios ambos os lados concordam que, daqui para a frente, o negócio veículos deverá passar pelo caminho da diversificação de receita por meio de serviços. Na edição deste ano da ExpoFenabrave, realizado até a quarta-feira, 7, em São Paulo, observou-se empresas se movimentando para atender às demandas do varejo.

 

A Wings, empresa instalada em Recife, PE, detectou oportunidades de negócios nas concessionárias nesse período de transição pela qual passam. A companhia desenvolveu, há um ano, dispositivo que, uma vez instalado no computador de bordo de um veículo, envia informações, via rede 2G, a respeito do seu desempenho mecânico e localização para o celular do condutor.

 

Segundo Felipe Serra, um dos fundadores da Wings, já são mais de 2 mil veículos com o dispositivo ativo até agora. E a empresa mira expandir seus negócios por meio das concessionárias: “As redes podem oferecer o dispositivo como um serviço, pois, além das funções de localização e indicação de manutenção, ele representa uma alternativa mais barata aos seguros”.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Futuro das concessionárias movimenta mercado de tecnologia

 

Na semana passada a empresa assinou contrato de fornecimento com a rede Toyota. Segundo a lógica do executivo, para as concessionárias o equipamento é aderente porque informa dados que podem ser usados como lead de vendas: “Na plataforma que interage com o dispositivo há informação em tempo real de desgaste de componentes, por exemplo. A concessionária pode se programar para oferecer um serviço de reparo de antemão”.

 

No campo da gestão das vendas a Syonet, instalada em Montenegro, RS, e com filiais em São Paulo e Recife, PE, mostrou no ExpoFenabrave sua plataforma de CRM, a sigla em inglês que trata da gestão da venda e do pós-venda. A ferramenta digital tem quatro módulos: vendas, pós-vendas, campanhas para disparo de SMS, e-mail marketing e o aplicativo que torna viável a comunicação com o consumidor.

 

De acordo com seu diretor, Isac Alves de Campos, existe, hoje, grande necessidade de conhecer o perfil dos consumidores de veículos de modo a personalizar o atendimento da rede às demandas individuais: “A chave para obter vendas mais assertivas será, cada vez mais, desenvolver produtos para cada necessidade”.

 

De acordo com ele a plataforma da empresa está em operação em concessionárias como as do Grupo Viamar, instaladas em São Paulo e no Grande ABC, e na rede Vigorito, também em São Paulo.

 

A Tecnobank, de São Paulo, desenvolveu duas plataformas para aplicação no varejo de veículos. A primeira, AutoAnalytics, é uma espécie de portal que reúne informações sobre automóveis, como passagens por campanhas de recall, histórico de infrações e dados de chassi e motor. O outro produto, VerifiKey, é uma plataforma antifraude de assinatura eletrônica de contrato e outros documentos requisitados em financiamentos.

 

Foto: Divulgação.