Produção de motocicletas cresce 6% até julho

Imagem ilustrativa da notícia: Produção de motocicletas cresce 6% até julho

São Paulo - A produção de motocicletas cresceu 6,3% até julho na comparação com igual período de 2018, com 628 mil 818 unidades, segundo os dados divulgados pela Abraciclo, entidade que representa os fabricantes, na sexta-feira, 9. Em julho foram produzidas 91 mil 713 motocicletas no PIM, Polo Industrial de Manaus, expansão de 34,6% ante julho do ano passado e retração de 4,8% com relação a junho.

 

Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, disse que a alta do setor foi impulsionada pela renovação de frota e pela maior oferta de crédito: "Isso gera impacto direto na cadeia produtiva. Hoje cerca de 70% das vendas de motocicletas são financiadas via CDC, crédito direto ao consumidor, e pelo consórcio”.

 

As vendas no varejo somaram 620 mil 62 motocicletas até julho, volume 16,3% maior do que o registrado no mesmo período de 2018. Em julho houve aumento de 18,1% nos emplacamentos na mesma base de comparação, com 90 mil 48 unidades, e, com relação a junho, o crescimento foi de 12,5%.

 

Com 23 dias úteis a média diária de vendas de julho ficou em 3 mil 915 unidades, o melhor resultado para o mês desde 2015 e superando em 13% a média de julho do ano passado.

 

Foi a maior demanda do mercado interno que sustentou o crescimento da produção, porque no acumulado do ano os embarques para o Exterior estão em queda. Foram exportadas 23 mil 180 motocicletas até julho, queda de 49,9% com relação ao mesmo período de 2018. De acordo com a Abraciclo a crise econômica na Argentina é a principal causa da retração, porque o país é o principal parceiro comercial do setor e representa quase 50% das exportações.

 

Foto: Divulgação.