Preços de importados estão defasados, diz Abeifa

Imagem ilustrativa da notícia: Preços de importados estão defasados, diz Abeifa
CompartilheImportados
16/08/2019

São Paulo – Para o presidente da Abeifa, José Luiz Gandini, o momento atual é favorável para adquirir um carro importado. Estudo feito pela entidade com suas quinze associadas mostra que, enquanto o dólar valorizou 24,6% de janeiro de 2017 a agosto deste ano – de R$ 3,20 para R$ 3,99 – o preço final dos veículos importados, na moeda, depreciou 19% no período, em média.

 

Uma versão do Kia Sportage, importado mais vendido no País, custava R$ 113  mil em janeiro de 2017, ou US$ 35,3 mil na cotação da época. Hoje uma similar sai por R$ 118 mil, US$ 29,4 mil na cotação atual. A redução foi de 16,7%.

 

No caso do Volvo XC90 T8 Inscription híbrido o preço em real caiu 14,2%, de R$ 419,9 mil para R$ 359,9 mil, e em dólar de US$ 131,2 mil para US$ 90,2 mil, desvalorização de 31,2% no período.

 

Gandini enxerga uma tendência de alta na moeda estadunidense, motivada por possível recesso global e desaceleração mais forte das economias chinesa e alemã, o que provocaria efeito cascata em outros mercados.

 

“Por isso a cotação do dólar infelizmente pode se manter acima dos R$ 4. Em dólar os preços de veículos nunca foram tão baixos em quase trinta anos de importação oficial, e as importadoras ou fabricantes não têm como segurar estes preços por um período grande de tempo. Tenho a convicção de que estes preços serão reajustados em curto prazo.”

 

Foto: Divulgação.