Caoa Chery dá seu primeiro passo rumo à eletrificação

Imagem ilustrativa da notícia: Caoa Chery dá seu primeiro passo rumo à eletrificação
CompartilheLançamento
01/10/2019

São Paulo – Ao iniciar a importação do Arrizo 5E, sedã elétrico produzido em Wuhu, China, a Caoa Chery dá o primeiro passo em direção à eletrificação de seu portfólio. O plano, segundo o presidente Marcio Alfonso, é começar a trazer modelos aos poucos, primeiro para frotistas, depois para o consumidor, e sentir como será a resposta. Depois, quem sabe, pode até produzir carros elétricos em Jacareí, SP.

 

“O investimento para a produção local não é tão elevado”, afirmou o executivo. “Está nos nossos planos produzir aqui, caso a demanda seja boa. Não temos um número mágico de unidades, e dependendo da resposta do consumidor podemos produzir não só esse como outros modelos elétricos do nosso portfólio no Brasil”.

 

Segundo Alfonso o grosso do investimento seria aplicado no fim da linha de montagem, na qual as baterias seriam acopladas aos veículos: “Precisa mexer muito na segurança, pois são equipamentos com alta voltagem”.

 

Nessa primeira etapa foram importados 130 Arrizo 5E, que serão direcionados para vendas a frotistas, locadoras e, especialmente, taxistas: “A demanda dos motoristas de táxi fez com que começássemos por um modelo sedã, mais adequado para o negócio. Mas, dependendo da procura, podemos trazer também o Tiggo 2, Tiggo 5X e o EQ1 de Wuhu. Faz parte do nosso plano de eletrificação".

 

Por R$ 159,9 mil o Arrizo 5E será oferecido a partir de janeiro em seis concessionárias: São Paulo, Curitiba, PR, Rio de Janeiro, RJ, Belo Horizonte, MG, Porto Alegre, RS, e Brasília, DF. Nelas serão instaladas as oficinas especializadas em elétricos, mas a Caoa Chery garante assistência 24 horas em todo o Brasil.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Caoa Chery dá seu primeiro passo rumo à eletrificação

 

O Arrizo 5 elétrico tem dimensões semelhantes ao seu equivalente flex fuel produzido em Jacareí, SP. No design difere principalmente pelas grades dianteiras, onde, no emblema da Caoa Chery, foram instaladas as tomadas para recarga da bateria – que garante 322 quilômetros de autonomia segundo as medições do Inmetro, e pode receber 80% da carga em uma hora em um eletroposto, ou em oito horas em um Wallbox, vendido separadamente. Há ainda a possibilidade de carregamento na tomada comum, 220v, que chega a 80% em vinte horas.

 

Das 1 mil 288 peças do Arrizo 5E, 974 – em torno de 75% – são intercambiáveis com a versão flex fuel. 187 quilos mais pesado, desenvolve até 90Kw de potência, o que, de acordo com a Caoa Chery, equivale a 122 cavalos. Sua velocidade máxima, porém, é limitada a 100 km/h no modo de condução econômica e 152 km/h no esportivo.

 

Por segurança o Arrizo 5E emite um alerta sonoro ao se aproximar de pedestres.

 

Além de taxistas Alfonso disse que há procura por grandes empresas, em especial aquelas que têm metas de redução de emissões de CO2 no País, e órgãos públicos. Há negociações em curso com diversos potenciais clientes mas, por enquanto, nenhuma unidade foi comercializada.

 

Foto: Divulgação.