Líderes ficaram mais líderes em 2019

Imagem ilustrativa da notícia: Líderes ficaram mais líderes em 2019
Foto Jornalista  André Barros

Por André Barros

CompartilheMercado
06/01/2020

São Paulo – Sem mudanças no pódio do mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves: como em 2018 a marca Chevrolet, da General Motors, liderou as vendas, seguida por Volkswagen e Fiat, na ordem. O que mudou foi a fatia de mercado das três primeiras que, juntas, representou 47,2% de todos os emplacamentos do ano passado, acima dos 45,6% registrados em 2018.

 

A GM comercializou 475 mil 684 unidades, volume 9,5% superior ao de 2018, e garantiu 17,9% de participação nas vendas. Mais da metade desses licenciamentos foram do Chevrolet Onix, líder do mercado brasileiro com 241,2 mil unidades emplacadas.

 

Com 12,6% de aumento nas vendas a Volkswagen se aproximou da líder, ampliando sua fatia de mercado dos 14,9% em 2018, com 368,2 mil unidades comercializadas, para 15,6% em 2019, com 414,5 mil licenciamentos.

 

Também ganhou mercado a Fiat: subiu dos 13,2% de 2018 para 13,8% no ano passado, crescendo as vendas de 325,7 mil para 366,1 mil veículos, um avanço de 12,4%.

 

As mudanças no ranking começam a partir da quarta posição, que ficou com a Renault no ano passado. Suas vendas cresceram 11,3%, para 239,2 mil veículos, volume que a colocou à frente da Ford, cujos licenciamentos caíram 3,5% em 2019, somando 218,5 mil unidades.

 

A Toyota cresceu em linha com o mercado e alcançou a sexta posição do mercado brasileiro, com 215,6 mil unidades vendidas, superando a Hyundai, agora sétima, com vendas estáveis na comparação com 2018, 207,7 mil unidades.

 

A oitava posição também tem outro dono: a Jeep cresceu 21% em 2019, para 129,4 mil unidades, e superou a Honda, que registrou 129,1 mil unidades vendidas, queda de 2%.

 

Fecha o ranking das dez marcas mais vendidas a Nissan, que manteve a décima posição e registrou queda de 1,5% na comparação com o resultado de 2018.

 

Imagem ilustrativa da notícia: Líderes ficaram mais líderes em 2019

 

Foto: Divulgação.