Indústria de implementos rodoviários cresce 4%

Imagem ilustrativa da notícia: Indústria de implementos rodoviários cresce 4%
Foto Jornalista  Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheBalanço
09/03/2020

São Paulo -- As vendas de implementos rodoviários somaram 17 mil unidades no primeiro bimestre, incremento de 4,1% na comparação com igual período do ano passado, de acordo com os dados divulgados pela Anfir, entidade que representa as fabricantes nacionais. 

 

O segmento de Reboques e Semirreboques continua representando o maior volume de negócios: até fevereiro foram emplacados pouco mais de 9 mil equipamentos, crescimento de 1,8% com relação ao primeiro bimestre de 2019.

 

Mesmo com crescimento tímido o presidente da Anfir, Norberto Fabris, disse que esse segmento deverá crescer em torno de 10% este ano, mas ressaltou que ainda "é cedo para fazer um previsão precisa".

 

Três tipos de implementos para pesados representaram a maior parte das vendas até agora: a linha basculante puxa a fila de vendas com 1 mil 938 unidades, seguida por implementos usados no transporte de grãos e carga seca, que somaram 1 mil 930 unidades. O terceiro equipamento mais vendido no bimestre foi o Dolly, com pouco mais de 1 mil licenciamentos.

 

O segmento de carroceria sobre chassis, dedicado aos veículos leves, chegou a 8,1 mil unidades no bimestre, alta de 6,8% ante igual período do ano passado. Para Fabris os negócios nas cidades deverão melhorar ao longo do ano e impulsionarão as vendas desses equipamentos, completando a recuperação do segmento.

 

O implemento mais vendido para veículos leves foi o baú de alumínio/frigorífico, que somou 3,8 mil unidades comercializadas no bimestre. Em segundo lugar aparece o equipamento para transporte de grãos e carga seca, com 1,9 mil unidades, e em terceiro lugar os implementos dedicados a operações diversas, com 1 mil licenciamentos.

 

Assim como no setor automotivo as vendas de implementos para outros países está em queda. No primeiro bimestre o setor registrou retração de 70% nos embarques: 144 unidades exportadas.

 

Foto: Divulgação.