Em Betim e Goiana, produção de veículos dá lugar ao combate à pandemia

Imagem ilustrativa da notícia: Em Betim e Goiana, produção de veículos dá lugar ao combate à pandemia
Foto Jornalista Marcos Rozen

Por Marcos Rozen

CompartilheCovid-19
31/03/2020

São Paulo – A busca por oportunidades de cooperação no combate à pandemia de covid-19 entrou na agenda do presidente da FCA América Latina, Antonio Filosa. Diariamente ele lidera reuniões com comitê executivo interno criado justamente com este objetivo: buscar, ao lado do poder público, ações para as quais a companhia possa emprestar sua estrutura, expertise e recursos, inclusive financeiros.

 

Algumas foram divulgadas na terça-feira, 31: além da oferta da frota de veículos a autoridades de saúde, doação de equipamentos às equipes médicas de Minas Gerais e Pernambuco – estados onde a FCA mantém produção de veículos no Brasil – e a participação na força-tarefa que busca fazer a manutenção de respiradores quebrados, a companhia colaborará com a construção de dois hospitais de campanha, em Betim, MG, e Goiana, PE.

 

Na cidade pernambucana, sede do Polo Automotivo Jeep, a FCA constrói uma UPAE, Unidade Pernambucana de Atenção Especializada. Terá cem leitos disponíveis, dez consultórios, uma sala de triagem, posto de enfermagem, sala de inalação, centro de material e esterilização, sala de espera, vestiários, banheiros e salas de administração. A promessa é entregar tudo ao governo estadual na segunda quinzena de abril – e ficará como legado à população após a pandemia.

 

Em Betim a FCA reservou uma área do Fiat Clube, área recreativa usada pelos funcionários, à Prefeitura e ao governo de Minas Gerais. No local está sendo erguido desde a sexta-feira, 27, um hospital de campanha para recepção, triagem e internação de pacientes com covid-19 – serão duzentos leitos. A entrega está prevista para esta semana.

 

A companhia busca, também, ajudar a ampliar a produção nacional de ventiladores pulmonares – equipamento imprescindível no tratamento da covid-19. Profissionais das áreas de compras, logística e engenharia trabalham em conjunto com produtores dos equipamentos para identificar gargalos, buscar fornecedores ao redor do mundo para conseguir peças no curto prazo, procurar parcerias para transferência tecnológica e fontes de financiamento para investimento na produção.

 

A FCA compõe a força-tarefa criada pelo Senai para reparar estes ventiladores danificados, oferecendo as instalações das fábricas de Betim e Goiana para receber e fazer a manutenção dos equipamentos. As impressoras 3D dos complexos industriais trabalham para entregar 2 mil máscaras plásticas a profissionais da saúde – a doação começará nos próximos dias.

 

Em parceria com Faurecia, Revestcoat e Prima Sole, em Pernambuco, entregou ao SAMU 615 macacões de segurança, 2,5 mil pares de luvas nitrílicas, dez protetores faciais e uma autoclave para esterilização de materiais. Em Minas Gerais foram doados quinhentos macacões, 2,5 mil pares de luvas, 30 mil máscaras cirúrgicas descaráveis e 50 quilos de álcool em gel.

 

Segundo Filosa outras medidas estão em estudo: “Estamos trabalhando em cooperação estreita e altamente positiva com todas as esferas governamentais, tendo como prioridade contribuir de forma efetiva nas áreas onde há maior necessidade. O momento pede união de esforços, e a FCA faz questão de se fazer presente e atuante”.

 

Questionado, o presidente da FCA evitou falar em valores investidos nas ações. “Não consideramos investimento, até porque não esperamos retorno. Então, até mesmo por este motivo, acho que não convém revelar o valor aplicado”.

 

Foto: Divulgação.