Oica: "Esta poderá ser a pior crise da história".

Imagem ilustrativa da notícia: Oica: "Esta poderá ser a pior crise da história".
Foto Jornalista  Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheCovid-19
07/04/2020

São Paulo – A Oica, entidade que representa as montadoras no âmbito global, considera o cenário de pandemia de coronavírus, e seus reflexos na produção e nas vendas de veículos, como possível pior crise da história da indústria automobilística.

 

Em comunicado divulgado na segunda-feira, 6, a entidade informou que os choques iniciais da covid-19 começaram em janeiro, com a paralisação da maior parte do parque industrial chinês, causando a redução na produção de partes e componentes e prejudicando indústrias no mundo inteiro.

 

A pandemia representa para a entidade um entrave a mais no caminho de busca por números positivos. Após dez anos de crescimento a indústria automotiva global viu sua produção cair 5% em 2019. Com a crise atual, pode ser que os números sigam abaixo, uma vez que a produção mundial foi interrompida por questões sanitárias.

 

O representante acredita, no entanto, que a indústria automotiva mundial, como já fez inúmeras vezes no passado, "irá provar sua importância, sua força e sua resiliência”.

 

"As várias associações nacionais das indústrias de veículos automotores estão envolvidas de perto com seus respectivos governos e parceiros, num diálogo construtivo com o objetivo de suavizar o impacto desta crise e assegurar a rápida recuperação do setor, que contribui de forma importante para a economia e o bem-estar mundial", disse Fu Binfeng, presidente da instituição.

 

Foto: Divulgação.