Nissan adota a ferrovia como alternativa de transporte

Imagem ilustrativa da notícia: Nissan adota a ferrovia como alternativa de transporte
CompartilheTransporte
08/11/2019

São Paulo – Atualmente 68% de todo o deslocamento das peças importadas pela Nissan para usar nas linhas de produção de Resende, RJ, chegam à fábrica também pelo modal ferroviário. Os contêineres que desembarcam nos portos fluminenses, importados de diversos países, são transportados por trens até um terminal multimodal em Itatiaia, RJ, de onde partem em caminhões para a fábrica da Nissan, a poucos quilômetros dali – ainda um trecho rodoviário, mas muito menor.

 

Segundo Cleiton Lima, gerente de logística de peças importadas da Nissan, a emissão de CO2 reduziu 47% com a entrada da ferrovia no transporte à fábrica. “A adoção de trens para o deslocamento das peças traz também redução de custos, mais segurança para a carga, e melhor rastreabilidade em seu caminho até a planta. É ainda uma alternativa para o transporte quando imprevistos, como acidentes, impedirem a utilização de rodovias".

 

Foto: Divulgação.