Randon intensifica projeto de internacionalização

Imagem ilustrativa da notícia: Randon intensifica projeto de internacionalização

Em busca da meta de ter em torno de 30% da sua receita gerados por vendas externas a Empresas Randon, de Caxias do Sul, RS, investiu em torno de R$ 9 milhões na construção de novo parque fabril na China, em Pinghu, Província de Zhejiang. Tem 15 mil m² de área construída, o que representa mais do que o dobro da atual, que tinha 6 mil m². O anúncio foi feito na segunda-feira, 16, em São Paulo, durante a Fenatran.


Os investimentos contemplam, ainda, novos equipamentos e incremento de 2,5 vezes na área de produção, que passa de 4,5 mil m² para 11 mil m², onde serão produzidas lonas e pastilhas de freio para veículos comerciais, e que gerará até duzentos novos empregos nos próximos anos. O objetivo da Fras-le é triplicar o faturamento na China em quatro anos, garantiu Sérgio Lisbão Moreira de Carvalho, diretor presidente da Fras-le e COO de Autopeças:


“É um desafio que a empresa decidiu enfrentar para crescer no mercado local e transformar a unidade em plataforma de exportação para os países da região Ásia Pacífico”.


Com inauguração programada para 30 de novembro a nova Fras-le Asia terá capacidade para produzir anualmente até 5 milhões de peças em pastilhas e até 10 milhões de unidades de lonas, num aumento gradual. Inicialmente serão 1 milhão 750 mil pastilhas e 4 milhões de lonas.


A Fras-le atua no mercado chinês desde 2001. A partir de 2006 passou a atendê-lo por meio de operação comercial fixada no país até a instalação da fábrica, em 2009.


Moreira de Carvalho também reconheceu investimento na Colômbia, onde a empresa terá um centro de distribuição. E antecipou que a Fras-le avalia outras ações, o que inclui planos de aquisição.


No segmento de implementos rodoviários o COO de Montadoras, Alexandre Gazzi, confirmou para março o início das operações de joint-venture no Peru, a partir de acordo firmado com o grupo chileno Epysa. O mercado peruano, o terceiro maior na América do Sul no segmento de implementos, absorve de 5 mil a 6 mil unidades anuais. Será instalada uma fábrica na Capital, Lima, para fabricação, montagem e venda de semirreboques da marca Randon, com capacidade para produzir até 1 mil unidades ao ano.


Gazzi disse que o atendimento aos mercados externos deverá seguir esta linha de ação, considerando questões logísticas e de custo: “Não dá mais para continuar produzindo tudo em Caxias do Sul e mandando para esses mercados. Precisamos nos tornar mais competitivos”.


Ele também anunciou a retomada das obras da nova fábrica em Araraquara, SP, para produção de modelos canavieiros e basculantes, além de vagões ferroviários. O início operacional está programado para o primeiro semestre do ano que vem. O projeto, que foi interrompido em função da crise, não sofreu mudanças, sendo mantida a construção de 25 mil m². A empresa já investiu R$ 70 milhões em terraplenagem e edificações, de um total estimado em R$ 100 milhões até a conclusão. Para a primeira etapa serão recrutados 120 trabalhadores para as funções de montadores soldadores, pintores e almoxarifes.


Crescimento de 5% – O diretor presidente da Empresas Randon, David Randon, projetou para 2018 expansão de 5% a 10% nos negócios, dependendo do segmento. Acredita que o primeiro semestre será mais intenso, pois o segundo ainda é uma incógnita por causa das eleições. Para 2017 estima desempenho semelhante ao do ano passado.


Para Randon medidas já adotadas, como redução de juros, definição de políticas de financiamento por parte do BNDES e aprovação da reforma trabalhista, são essenciais para a retomada da economia. Mas reconhece que é preciso avançar, como na questão da previdência:


“Acredito que à frente o crescimento venha a ser mais rápido. Há investidores querendo trazer recursos para o Brasil, mas seguem cautelosos”.


A Empresas Randon participam da Fenatran com todas as suas operações. A área de autopeças tem dezessete novos produtos e no setor de implementos são cinco as novidades.

 

Foto: Marcelo Moojen/Moojen Arquitetura