Confiança da indústria mantém-se estável

Imagem ilustrativa da notícia: Confiança da indústria mantém-se estável

O índice de confiança da indústria, medido pela CNI, Confederação Nacional da Indústria, se manteve estável em outubro na comparação com setembro, alcançando 56 pontos, incremento de 0,3 ponto na comparação com o mês anterior. De acordo com os critérios aplicados na pesquisa um indicador igual ou maior do que 50 pontos denota uma indústria confiante. O resultado, divulgado na segunda-feira, 23, mostrou que o índice permanece acima de sua média histórica, 54 pontos, pelo segundo mês consecutivo.

 

Os componentes que formam o indicador da CNI pouco variaram no mês. O índice de Condições Atuais ficou acima da linha divisória de 50 pontos, o que mostra que os empresários não percebem piora nas condições correntes de negócios. O índice de Expectativas aumentou 0,4 ponto, chegando a 58,8 pontos, mostrando que o otimismo do empresário para os próximos seis meses está mais elevado do que o observado em outubro de 2016. Nessa comparação o índice aumentou 2 pontos.

 

Formado pelas avaliações dos empresários com relação às condições atuais e futuras das empresas e da economia, o Icei, segundo a CNI, antecipa tendências de investimento na indústria. Para a CNI o crescimento do otimismo indica que os empresários estão mais dispostos a investir, criando empregos e contribuindo para a retomada da expansão econômica. Realizada de 2 a 17 de outubro a pesquisa ouviu 3 mil 97 empresários industriais em todo o País. Desse total 1 mil 208 são empresas pequenas, 1 mil 175 médias e 714 de grande porte.

 

Foto: Divulgação