Mitsubishi: funcionários aceitam proposta e encerram greve

Imagem ilustrativa da notícia: Mitsubishi: funcionários aceitam proposta e encerram greve

Funcionários da fábrica da Mitsubishi de Catalão, GO, encerraram na terça-feira, 24, a greve que paralisou a produção da empresa desde o dia 16. A proposta oferecida pela companhia e aprovada pelos funcionários oferece R$ 5,56 mil de PLR e R$ 2,5 mil de abono, vale alimentação de R$ 380, cesta de natal de R$ 800 e reajuste salarial de 2% a partir de janeiro, percentual superior à previsão de inflação para o período da data-base, em novembro.

 

O plano de cargos e salários da empresa, que atualmente está suspenso, será retomado a partir de junho de 2018. Todos os funcionários também terão estabilidade de emprego até o dia 31 de dezembro deste ano. Do total de dias parados, os trabalhadores vão repor apenas três. Além disso, o acordo fechado garante que a montadora deve discutir com o Sindicato de Catalão toda e qualquer mudança viabilizada pela reforma trabalhista antes de ser aplicada.

 

Em Catalão são produzidos os modelos da linha L200, Lancer, ASX, Pajero e também o Suzuki Jimny. A fábrica tem capacidade instalada para 110 mil unidades por ano. Atualmente, por dia, são fabricados por volta de 140 veículos, informou o sindicato. De acordo com dados da Anfavea, de janeiro a setembro, foram emplacados 9 mil 157 veículos Mitsubishi, queda de 19,9% na comparação com o volume registrado no mesmo período do ano passado: 11 mil 442 veículos. Os emplacamentos dos veículos Suzuki chegaram a 3 mil 242 unidades nos nove meses do ano, 23,5% mais do que em 2016.

 

Fonte: Divulgação