Por Rota 2030 indústria se reunirá com presidente em sete dias

Imagem ilustrativa da notícia: Por Rota 2030 indústria se reunirá com presidente em sete dias
CompartilheConjuntura
05/04/2018

Mesmo com as fortes especulações de que a já anunciada saída de Henrique Meirelles do Ministério da Fazenda, na sexta-feira, 5, poderá facilitar o futuro do Rota 2030 e, inclusive, pavimentar o caminho para um provável anúncio deste novo programa automotivo ainda na primeira quinzena de abril, os dirigentes do setor automotivo continuam céticos e preferem não cacifar nenhuma aposta a respeito.

Consultada por AutoData importante fonte da indústria automotiva afirmou que estão mantidas as incertezas quanto à aprovação da nova política: "O que existe de concreto, hoje, é que nós, representantes da indústria, pedimos uma reunião com o presidente para conversarmos a respeito e ele aceitou nos receber em 12 de abril. Em nenhum momento ninguém do governo nos disse que existe a possibilidade de algo ser anunciado nesse dia”.

A primeira conversa a respeito do Rota 2030 ocorreu em 10 de abril do ano passado, ou seja, quase que exatamente um ano antes desta nova conversa já marcada com o presidente.

Com relação ao tema Antônio Megale, presidente da Anfavea, afirmou na quinta-feira, 5, que as empresas fabricantes de veículos continuam acreditando que o Rota 2030 será levado à frente pelo governo: “A indústria está fazendo a sua parte e continua investindo pesado no Brasil. Estamos trazendo novos produtos e continuamos desenvolvendo e modernizando nossas estruturas locais”.

Segundo ele o Rota 2030 é muito importante, principalmente pelo fato de que, estabelecido, criará as bases de previsibilidade, competitividade e confiabilidade que o setor requer para continuar operando com um pouco mais de tranquilidade na região. Ele, no entanto, preferiu não apostar num prazo para o possível anúncio do programa.

Foto: Divulgação.