MAN registra recorde nas exportações

Imagem ilustrativa da notícia: MAN registra recorde nas exportações

O desempenho de vendas da MAN no primeiro trimestre entrará para a história da companhia por registrar o maior volume de exportações, 2 mil 885 unidades, para mais de trinta países -- 20% a mais do que o resultado do mesmo período em 2008, ano do último recorde. As vendas de março também foram recorde: 992 unidades.

 

No segmento de caminhões o modelo mais exportado foram os extrapesados, com crecimento de 160% sobre os embarques feitos nomesmo trimestre de 2017, pouco mais de quinhentas unidades. Segundo Ricardo Alouche, vice-presidente de vendas da MAN, o resultado reflete o esforço comercial que a empresa despendeu para buscar novos mercados enquanto havia dificuldades no mercado interno:

 

“Foi um movimento natural feito pelas fabricantes no período. No nosso caso, com o extrapesado, conseguimos levar o produto adequado aos clientes que precisavam de veículos robustos em aplicações complexas de transporte, como mineração no Chile, por exemplo”.

 

De olho na demanda do mercado externo a MAN tratou de investir na fábrica que mantém em Resende, RJ, para obter ganhos de produtividade e, assim, acompanhar o crescimento do volume de exportação. De acordo com Adílson Dezoto, vice-presidente de produção e logística da MAN, elas determinaram a modernização das linhas: “Não fossem as exportações... E têm um papel relevante no contexto das novas tecnologias por estarem trazendo volume para a estrutura de negócio”.

 

Em setembro a empresa anunciou aporte de R$ 1 bilhão para o desenvolvimento da nova linha Delivery de caminhões. Dezoto disse que a companhia aproveitou o momento para modernizar equipamentos e processos com vistas ao ganho de produtividade para atender às exportações: “Ainda operamos com uma ociosidade alta, em torno de 65%, mas as exportações têm nos ajudado a ocupar a produção”.

 

No ano passado a MAN traçou planejamento para ser executado nos próximos anos no sentido de dobrar o volume de exportações. Até dezembro  foram 9 mil unidades: “A maioria dos embarques foram para a Argentina, mas há outros mercados que passamos a atender que têm gerado resultados importantes do ponto de vista de vendas, como África e Oriente Médio”.

 

ÔNIBUS – Em abril a MAN comemora os 25 anos de vendas dos veículos da linha Volksbus, a primeira a ser fabricada em Resende. Em meio ao marco histórico a empresa registrou mais um recorde no trimestre realcionado aos seus ônibus: o embarque acumulado de 956 unidades a mercados da América Latina e África. O volume, negociado nos três primeiros meses do ano, é mais do que o dobro do total registrado no mesmo período de 2017, 455 unidades.

 

Dentre os modelos de chassis mais vendidos estão os Volksbus 17.230 OD e os 17.260 OD, para aplicação de transporte urbano de passageiros. Roberto Cortes, presidente e CEO da companhia, afirmou que o volume alcançado faz parte do processo de internacionalização pelo qual passa a MAN: “Na estratégia de internacionalização os Volksbus têm protagonismo. Trinta por cento dos embarques são chassis de ônibus produzidos na fábrica de Resende”.

 

Foto: Divulgação.