Greve paralisa produção da Renault em São José dos Pinhais

Imagem ilustrativa da notícia: Greve paralisa produção da Renault em São José dos Pinhais

A fábrica da Renault de São José dos Pinhais, PR, está com a produção paralisada desde a quinta-feira, 3, em função de greve. Segundo o sindicato dos metalúrgicos os funcionários rejeitaram proposta oferecida de participação de lucros e receitas, a PLR. Na segunda-feira, 7, haverá assembleia para definir o retorno das atividades ou pela manutenção da greve.

 

A proposta oferecida pela empresa foi de R$ 24 mil 860 de PLR e vale-mercado de R$ 560, valores inferiores ao pedido pelos trabalhadores. Os valores sobre a PLR estão sendo discutidos por metalúrgicos e fabricantes desde a última semana de abril.

 

O sindicato informou que aderiram à greve todos os 6 mil funcionários da unidade, que operava em três turnos na produção dos modelos Duster, Kwid, Logan, Oroch e Sandero. A média de produção informada era de 1 mil 150 veículos/dia.

 

Caminhões – Na sexta-feira, 4, os trabalhadores da Volvo de Curitiba, PR, participaram de assembleia com objetivo de apresentar a proposta de PLR negociada pelo sindicato em conjunto com a empresa. De acordo com a entidade caso seja aprovado o acordo será formalizado e homologado no Ministério do Trabalho.

 

Se rejeitada uma nova assembleia será realizada para que os trabalhadores definam o encaminhamento da questão.

 

Foto: Divulgação.