Justiça decreta falência da Keiper

Imagem ilustrativa da notícia: Justiça decreta falência da Keiper

São Paulo – O Tribunal de Justiça de São Paulo decretou a falência do Grupo Keiper, fabricante de assentos automotivos que já integrou quadro de fornecedores de diversas empresas fabricantes de veículos. A Keiper entrara com pedido de recuperação judicial em 2016, o qual não foi acatado pelo juiz Daniel Carnio Costa, da 1ª Vara de Falências de São Paulo.

 

Com a decisão, estão fechadas as duas unidades que a Keiper mantinha no País, em Araçariguama, SP, e em São José dos Pinhais, PR. A decisão se estende às outras empresas do grupo, como Fameq, Metalúrgica Mardel e Metalúrgica Cavelagni.

 

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, na unidade de Araçariguama trabalhavam 47 funcionários. Outros sindicatos regionais consultados por AutoData não conseguiram precisar o número de funcionários das outras fábricas.

 

A situação financeira da companhia se agravou após rompimento de contrato de fornecimento de bancos que tinha com a Volkswagen, seu maior cliente à época, por uma série de interrupções de fornecimento à montadora ocorridos em função de divergências a respeito dos componentes.

 

O sindicato de Sorocaba disse que na ocasião 85 funcionários foram demitidos depois que houve o distrato, em 2016.

 

Em 2015 a empresa já havia fechado uma fábrica que mantinha em São Paulo, na qual trabalhavam cerca de duzentos empregados. Esta unidade chegou a ter 1 mil funcionários antes da crise vivida pelo setor automotivo.

 

Segundo o sindicato ainda é prematuro para se tratar da massa falida da companhia e possíveis interessados em seus ativos.

 

Procurada, a Keiper não atendeu os telefonemas da reportagem.

 

Foto: Divulgação.