Falta de financiamento derruba produção de máquinas

Imagem ilustrativa da notícia: Falta de financiamento derruba produção de máquinas
CompartilheBalanço da Anfavea
07/05/2019

São Paulo – A produção de máquinas agrícolas e rodoviárias somou 15,3 mil unidades no primeiro quadrimestre do ano, queda de 9,9% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo os dados divulgados pela Anfavea, na terça-feira, 7. De acordo com o presidente Luiz Carlos Moraes a queda na produção reflete a indecisão e a escassez de crédito disponível nas linhas de financiamento do BNDES: “Por causa da falta de crédito alguns negócios estão represados, tornando a produção menor”.

 

Em abril foram produzidas 4,5 mil unidades, volume estável na comparação com o mês anterior e queda de 10% com relação a abril de 2018. E vendidas 3,1 mil máquinas, queda de 24,8% na comparação com o mesmo período do ano passado e de 17,5% ante março.

 

No acumulado do ano as vendas ainda sustentam alta de 6,4%, com 12,4 mil máquinas comercializadas na comparação com o primeiro quadrimestre de 2018.

 

As exportações caíram 2,7% até abril, com 3,9 mil unidades vendidas para outros países. Segundo o presidente a queda foi menor do que a do setor de automóveis porque as empresas de máquinas agrícolas e rodoviárias dependem menos do mercado argentino, que está em crise.

 

Próximo Plano Safra - O setor de máquinas aguarda o anúncio do valor que será liberado pelo governo para o Plano Safra 2019/2020, que deve ser anunciado em 12 de junho, e a expectativa é a de que no mesmo nível deste ano, em torno de R$ 8,6 bilhões, de acordo com Andrea Park, vice-presidente da Anfavea que responde pelo setor de máquinas:

 

“O que escutamos nos bastidores é que o valor deve ser o mesmo, mas o governo já sinalizou que pode mudar as taxas de juros. Caso isto aconteça o setor pode ter impactos negativos, pois está acostumado a trabalhar com taxas fixas de juros”.

 

Para Park o setor de máquinas agrícolas tem muito espaço para crescer por causa da idade das máquinas que estão trabalhando nas operações: “Com crédito disponível durante todo o Plano Safra e boas condições de financiamento o setor seguirá na rota do crescimento nos próximos anos”.

 

Foto: Divulgação.