Argentina eleva incentivos à exportação

Imagem ilustrativa da notícia: Argentina eleva incentivos à exportação
CompartilheComércio Exterior
08/05/2019

São Paulo – Dois dias depois de elevar um dos impostos incidentes na importação de veículos o governo argentino tomou uma decisão que busca agradar as fabricantes instaladas naquele país: os reintegros, incentivo de restituição tributária às exportadoras de veículos semelhante ao Reintegra daqui, voltou a ser de 6,5% para todos os destinos.

 

Em agosto o Ministério da Produção havia reduzido para 2% essa devolução de tributos para os modelos exportados ao Mercosul. À época o governo argentino alegou que precisava ajustar a situação fiscal do país e convivia com um cenário de desvalorização cambial.

 

A medida que retorna ao índice original de restituição de exportações de veículos leves, caminhões e ônibus para todos os destinos entrará em vigor na quinta-feira 9, segundo o site argentino Autoblog. Em nota, o Ministério da Produção afirmou que a medida equilibra e ajuda a reduzir a carga tributária do setor para todo o mercado de exportação de veículos.

 

Na nota o ministro Dante Sica disse esperar que a medida “permita recuperar o nível de exportações e promova um aumento na produção de unidades prevista para 2019”.

 

No ano passado o setor automotivo empregou mais de 60 mil pessoas na Argentina, em torno de 6% do emprego industrial. A produção alcançou cerca de 490 mil unidades, das quais 284 mil foram exportadas – 30% a mais do que em 2017. Esses volumes colocam a indústria automotiva como o segundo setor exportados mais relevante, logo atrás do segmento de cereais e oleaginosos.

 

Foto: Divulgação.