Hyundai investiu US$ 200 milhões na nova geração do HB20

Imagem ilustrativa da notícia: Hyundai investiu US$ 200 milhões na nova geração do HB20

Una, BA – A Hyundai investiu US$ 200 milhões para desenvolver e colocar no mercado a nova geração da família HB20, apresentada na noite de segunda-feira, 16, na Ilha de Comandatuba, em Una, Bahia – mesmo local onde, em 2012, a primeira geração do modelo foi lançada. Segundo o presidente Eduardo Jin o valor foi aplicado no desenvolvimento do modelo, de fornecedores e na divulgação do HB20, HB20S e HB20X.

 

Outros R$ 125 milhões foram investidos na fábrica de Piracicaba, SP, para ampliar a capacidade de produção de 180 mil para 210 mil unidades por ano – aí entra na conta também o SUV Creta, outro modelo do portfólio Hyundai para o mercado brasileiro. Jin afirmou que novos equipamentos, como robôs, foram instalados na unidade, especialmente nas áreas de solda, pintura e montagem.

 

Ainda assim essa capacidade limita a expansão das vendas por aqui. Tudo o que é produzido é vendido, de acordo com o presidente, que contou que a fábrica entrega em torno de 60 mil Creta e o restante da família HB20, “mas é possível flexibilizar este volume”.

 

Os modelos são exportados para mercados como Colômbia, Paraguai e Uruguai. Jin, que desde janeiro é responsável pelas operações Hyundai em toda América do Sul e Central, quer ampliar os destinos, tanto que o evento de lançamento da nova geração contou com representantes de outros mercados para prospectar possibilidades.

 

A Argentina, porém, segue fora do foco da Hyundai. A razão é simples: como não produz nada no país vizinho, não consegue enviar veículos para lá sem a cobrança de imposto de importação, para atender a regra do flex prevista no acordo comercial bilateral recentemente renovado. Jin admite que o mercado é atraente, mas por causa da atual condição econômica descarta, ao menos por enquanto, qualquer investimento fabril por lá.

 

Algo que, por aqui em Piracicaba, segue ao menos no radar, embora o presidente não tenha confirmado qualquer outro novo plano de expansão de produção no curto prazo.

 

Foto: Divulgação.