Caminhões: vendas perto de superarem volume de 2018.

Imagem ilustrativa da notícia: Caminhões: vendas perto de superarem volume de 2018.
CompartilheBalanço da Anfavea
07/10/2019

São Paulo – As vendas de caminhões até setembro somaram 74 mil 255 unidades, segundo dados da Anfavea divulgados na segunda-feira, 7. O volume representa crescimento de 40,7% sobre aquelas realizadas nos primeiro nove meses do ano passado. As vendas de setembro chegaram a 9 mil 98 unidades, 35,6% a mais do que no mesmo mês de 2018. Com o resultado a média de vendas em 21 dias úteis foi de 433,3 unidades/dia, a melhor desde dezembro de 2014.

 

A expectativa do setor era que o resultado de vendas, no acumulado do ano até setembro, superasse o volume total de caminhões vendido em 2018, o que não aconteceu. No ano passado, neste período, de acordo com números da Anfavea, as vendas de caminhões somaram 75 mil 987. De acordo com o presidente Luiz Carlos Moraes “ficou para o mês que vem. De qualquer forma o segmento vem registrando um desempenho comercial importante puxado pelos pesados no agronegócio”.

 

Neste segmento foram vendidas 38 mil 225 unidades até setembro, 61% a mais sobre o volume licenciado no janeiro-setembro de 2018. A Mercedes-Benz foi a montadora que mais vendeu veículos da categoria no período, 10 mil 897 unidades, alta de 64%. A Volvo vendeu o segundo maior volume, 10 mil 158 unidades, 55,4% a mais. A Scania vendeu 9 mil 634 unidades, alta de 74,7%

 

A produção acumulada de caminhões chegou a 87 mil 452 unidades até setembro, volume que representa 13,2% a mais sobre o volume de caminhões produzidos em igual período no ano passado. O mercado interno segue como principal destino dos veículos produzidos em fábricas brasileiras, uma vez que as exportações seguem em queda. Apenas em setembro a produção foi de 10 mil 406 unidades, alta de 14% ante setembro de 2018.

 

Foto: Divulgação.