Indústria de máquinas deverá ficar abaixo das projeções

Imagem ilustrativa da notícia: Indústria de máquinas deverá ficar abaixo das projeções
Foto Jornalista  Leandro Alves

Por Leandro Alves

CompartilheBalanço da Anfavea
06/11/2019

São Paulo -- A queda das vendas internas de máquinas agrícolas e rodoviárias em outubro, 16,2% a menos do que em igual período do ano anterior, pode reduzir a projeção da Anfavea para este segmento. Ou, então, novembro e dezembro terão dois dos três melhores desempenhos do ano para cumprir a meta estabelecida pela entidade de negociar, em 2019, 46 mil unidades no mercado nacional.

 

A segunda hipótese parece menos factível, pois o presidente Luiz Carlos Moraes afirmou, durante a apresentação do balanço mensal da indústria, que “dificilmente haverá a recuperação do volume perdido no início do ano” por causa da falta de recursos de financiamento no BNDES.

 

De janeiro a outubro foram negociadas 37 mil 99 unidades desses equipamentos, redução de 6,3% sobre igual período de 2018. A Anfavea projeta queda de 3,6% nas vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias em 2019.

 

Para atingir esse resultado deverão ser negociadas, nos próximos dois meses, exataos 8,9 mil unidades.

 

A boa notícia é que a Anfavea já está discutindo com o setor agrícola mecanismos que serão levados ao governo para que as condições de financiamento voltem à normalidade em 2020: “Queremos ter previsibilidade sobre as linhas de financiamento disponíveis para esse setor tão importante para a atividade da indústria”.

 

Foto: Divulgação Fendt