Ford Camaçari: cortar custos para receber novos investimentos.

Imagem ilustrativa da notícia: Ford Camaçari: cortar custos para receber novos investimentos.

São Paulo – O presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, deu o recado a funcionários, fornecedores e sistemistas, com quem se reuniu na segunda-feira, 2, em Camaçari, BA. Em entrevista ao jornal Correio, de Salvador, reforçou a mensagem: é preciso um esforço conjunto para reduzir os custos daquela unidade a ponto de tornar viável a aplicação de um novo ciclo de investimentos, que garantirá a produção de uma nova família de produtos para o mercado brasileiro.

 

“Temos grandes desafios de custos aqui”, disse Watters ao jornal. “É preciso fazer uma reestruturação de custos com mão de obra. Na área de engenharia há a questão logística e a necessidade de aumentar a produtividade da unidade. Vamos trabalhar em conjunto com fornecedores e funcionários para que isto aconteça. O lado bom é que, se conseguirmos fazer estas melhorias em Camaçari, vejo um futuro brilhante para a planta”.

 

Na entrevista o presidente comentou sobre incentivos fiscais na fábrica baiana que, na sua avaliação, compensam em parte os custos gerados por ser uma unidade longe do principal centro consumidor do Brasil.

 

A iniciativa de Watters é semelhante à de Carlos Zarlenga, presidente da General Motors, que no começo do ano pediu esforço conjunto de fornecedores, trabalhadores e concessionários para tornar viável um novo ciclo de investimento que garantiria o futuro da companhia na região. Dessa vez, porém, não houve ameaça – embora a Ford já tenha, este ano, fechado uma fábrica no Brasil.

 

Segundo Watters as discussões avançarão durante as próximas semanas. Firmado o compromisso com todas as partes, as conversas serão levadas a Dearborn – a expectativa do presidente é a de anunciar o novo ciclo de investimentos, que geraria uma nova linha de veículos para ocupação plena da fábrica, no meio do ano que vem.

 

Leia a entrevista completa de Watters ao Correio clicando aqui.

 

Foto: Divulgação.