Apenas 403 caminhões foram produzidos em abril

Imagem ilustrativa da notícia: Apenas 403 caminhões foram produzidos em abril
Foto Jornalista  Bruno de Oliveira

Por Bruno de Oliveira

CompartilheBalanço da Anfavea
08/05/2020

São Paulo – A produção de caminhões em abril, mês marcado pela interrupção das linhas de montagem instaladas no País, somou 403 unidades, volume 96% menor do que o registrado em abril do ano passado. A retração, esperada, interrompeu desempenho que era positivo até o fechamento do trimestre, em março.

 

De acordo com balanço divulgado pela Anfavea na sexta-feira, 8, as fabricantes de caminhões produziram no quadrimestre 25,1 mil unidades. O volume representa retração de 26,5% sobre o volume produzido em igual período no ano passado, o que de certa preocupa a indústria acerca do atendimento das demandas do setor agrícola.

 

“Liga o alerta porque temos um grande cliente para atender, o agronegócio, que manteve expectativas de grande safra neste ano no País”, disse Gustavo Bonini, vice-presidente da entidade. “Os poucos caminhões produzidos antes da parada das linhas eram basicamente modelos pesados destinados a esse mercado.”

 

O executivo afirmou que ainda permanece na indústria cautela acerca do que poderá acontecer nos próximos meses em termos de produção e venda de caminhões. Por outro lado, já é possível considerar atrasos em cronogramas de lançamentos, por exemplo. A próxima fase do Proconve, a P8, programa para vigorar em janeiro de 2022, está sob análise:

 

“Tudo aquilo que envolve nova tecnologia [no caso da P8, o equivalente ao Euro 6 em motores de veículos comerciais] envolve investimento para sua adoção, e isso é algo que, no momento, se mostra complicado. A indústria está de olho em como o mercado o o consumidor se comportará sobre a necessidade dessas tecnologias”.

 

O balanço da Anfavea mostrou que no quadrimestre a produção de modelos pesados foi de 13,2 mil unidades, 30% menos sobre o volume produzido de janeiro a abril do ano passado. A produção de semipesados caiu 15%, somando 6,5 mil unidades. A produção de leves, fechando o grupo dos três segmentos com maior volume produzido até abril, chegou a 4,1 mil unidades,  29% a menos.

 

Foto: Divulgação.