Produção caiu 84% em maio com retorno gradual das fábricas

Imagem ilustrativa da notícia: Produção caiu 84% em maio com retorno gradual das fábricas
Foto Jornalista  André Barros

Por André Barros

CompartilheBalanço da Anfavea
05/06/2020

São Paulo – A gradual retomada de produção das fábricas de veículos fez com que, em maio, saíssem das linhas de montagem 43,1 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e chassis de ônibus. Por causa da pandemia da covid-19, das medidas de isolamento social e de fábricas ainda fechadas o volume produzido recuou 84,4% com relação a maio do ano passado.

 

 

Os dados foram divulgados pela Anfavea na sexta-feira, 5. No acumulado do ano a produção somou 630,8 mil unidades, queda de 49,2% com relação aos primeiros cinco meses de 2019. Ainda estão paradas as operações de oito montadoras, segundo o presidente Luiz Carlos Moraes, agendadas para retornar este mês. Mas ele não espera grandes saltos no volume produzido: as exportações, assim como o mercado doméstico, estão em baixa.

 

“A situação complexa das exportações afeta a produção”, disse em videoconferência com jornalistas. “As fábricas estão retornando, mas com operação reduzida. Muitas em um turno, com ritmo menor nas linhas e menos funcionários.”

 

A questão do emprego preocupa o executivo. Muitas associadas aderiram às regras da MP 936, que suspende e flexibiliza as operações durante a pandemia. Mas, sem reação do mercado interno nem da exportação, poderá haver excedentes – Moraes, entretanto, não usou a palavra demissão.

 

Segundo a Anfavea o setor empregava, ao fim de maio, 125 mil pessoas, estável com relação a abril. De maio de 2019 a maio de 2020 foram cortados cerca de 5 mil postos de trabalho nas fabricantes de veículos e de máquinas agrícolas.

 

Foto: Divulgação.