Confiança da indústria é a maior desde abril de 2013

Imagem ilustrativa da notícia: Confiança da indústria é a maior desde abril de 2013

O empresário está mais confiante. Isso é o que revela Índice de Confiança do Empresário Industrial, ICEI, da Confederação Nacional da Indústria, CNI. De acordo com a pesquisa divulgada esta quinta-feira, 23, o indicador subiu para 56,5 pontos este mês e alcançou o maior valor desde abril de 2013, antes do início da crise econômica. O índice de novembro é 0,5 ponto superior ao de outubro e está 2,5 pontos acima da média histórica, de 54 pontos. Foi o terceiro mês consecutivo que o indicador ficou acima da média histórica. Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Quando estão acima de 50 pontos mostram que os empresários estão confiantes.

 

O aumento da confiança em novembro é resultado, especialmente, da melhora da percepção dos empresários sobre as condições atuais dos negócios e da economia, conforme explica o economista da CNI, Marcelo Azevedo: “Há a redução dos juros, da inflação e do desemprego. A economia está em um momento melhor do que há seis meses”.

 

O indicador de confiança nas condições atuais da empresa e da economia alcançou 51,5 pontos, se afastando da linha divisória dos 50 pontos, que separa percepções de piora e de melhora das condições atuais de negócio. O índice deste mês é o maior desde abril de 2011 e está 7,7 pontos acima do registrado em novembro do ano passado.

 

No setor automotivo, o crescimento das vendas já reflete em aumento de turnos de trabalho. A Volkswagen, por exemplo, anunciou na quinta, 23, a retomada da produção em três turnos na sua fábrica de São Bernardo do Campo, SP, em função da produção dos modelos Polo e Virtus.

 

Essa edição da pesquisa foi feita entre 1º a 14 de novembro com 2.980 empresas de todo o País, das quais 1.162 são pequenas, 1.129 são médias e 689 são de grande porte.