Carros premium ocupam vanguarda tecnológica

Imagem ilustrativa da notícia: Carros premium ocupam vanguarda tecnológica
CompartilheSeminário AutoData
24/08/2017

As novas tecnologias são, em sua maioria, testadas em veículos premium. Durante o Seminário AutoData Os Novos Desafios da Indústria Automotiva Brasileira, João Oliveira (à dir.), diretor comercial da Volvo Cars Brasil, e Henrique Miranda (à esq.), executivo da BMW no Brasil, falaram que o futuro dos veículos passam pelas tecnologias desenvolvidas por essas empresas.

 

A Volvo Cars, Oliveira afirmou, mantém um programa que visa a acabar com as mortes e diminuir o número de feridos gravemente em seus carros até 2020: “Para isso estamos desenvolvendo muitas tecnologias de veículos autônomos. Em 2018 cem carros desse tipo rodarão na Suécia, em testes, que serão realizados com famílias. Dados mostram que 90% dos acidentes automobilísticos são causados pelo homem e, se conseguirmos reduzir essa intervenção humana, poderemos chegar à nossa meta”.

 

A Volvo, contou Oliveira, também tem como meta aumentar o uso de motores híbridos e elétricos em seus carros: “Nosso plano é produzir, a partir de 2019, somente carros mais limpos. Não estamos mais preocupados somente em desenvolver o produto e, sim, no impacto social que os automóveis têm sobre as pessoas. E, aí, estamos falando sobre eficiência energética e sobre carros autônomos”.

 

Essa também é a tônica nos centros de desenvolvimento da BMW. Henrique Miranda disse que os BMW já contam com SIN cards, que conectam o veículo a uma central: “Conseguimos acabar com a revisão programada. Temos acesso a todos os dados do veículo e sabemos quando, e o que, precisa de manutenção. É algo importante porque o concessionário se prepara para receber aquele cliente, o que dá mais confiabilidade ao serviço”.

 

Com o SIN card conecta-se, também, o carro à residência, contou Miranda: “Levamos a casa do cliente para dentro do seu carro e temos todas as informações necessárias arquivadas na nuvem. Acreditamos que o futuro da indústria passa pela eletrificação e pelo compartilhamento de veículos. E essa é uma grande oportunidade para as fabricantes de veículos premium, de atrair aquele cliente que não pensa em ter um automóvel, mas quer se ligar às empresas que pensam como ele: preocupadas com o meio ambiente e a mobilidade urbana”.

 

Foto: Maurício de Paiva