Testes de colisão lateral para carros serão obrigatórios. Em dois anos.

Imagem ilustrativa da notícia: Testes de colisão lateral para carros serão obrigatórios. Em dois anos.

O Contran, Conselho Nacional de Trânsito, publicou no Diário Oficial da União da segunda-feira, 22, resolução -- a 721 -- que considera a necessidade de criar critérios biomecânicos de segurança para os ocupantes dos veículos de passageiro em caso de impactos laterais. As fabricantes terão que atender às novas exigências a partir de 2020, mas isso valerá apenas para os projetos de novos veículos e, em 2023, para carros, caminhonetes e utilitários esportivos. Os novos projetos são aqueles que o Contran não tiver liberado até 2020.

 

Segundo a resolução é necessário aperfeiçoar e atualizar os requisitos de segurança para os veículos nacionais e importados em função das mais recentes tecnologias disponíveis.

 

Os testes que aferirão a resistência dos futuros veículos contra impactos laterais devem atender a uma série de requisitos que estão na resolução do Contran. Uma delas, por exemplo, é o limite para o movimento de reação da cabeça, do estômago e do peito.

 

No caso das portas elas não podem abrir na hora da colisão e, após o impacto, têm que abrir sem o uso de ferramentas. Com relação ao interior nenhuma parte pode ficar em posição que possa perfurar ou ocasionar algum tipo de lesão aos ocupantes.

 

Foto: Divulgação.