BorgWarner acredita no mercado de reposição

Imagem ilustrativa da notícia: BorgWarner acredita no mercado de reposição
CompartilheAutopeças
23/04/2019

São Paulo – O envelhecimento da frota brasileira faz com que a BorgWarner projete expansão de 20% nas vendas para o mercado de reposição em 2019. Segundo Nelson Bastos Júnior, diretor de aftermarket para o Brasil, os carros vendidos nos volumes recordes do passado demandarão manutenção.

 

“Nossa expectativa é a de que este ano seja ainda melhor do que 2018 e de que cresceremos acima do mercado, seguindo a projeção do Sindipeças, que fica em torno de 10%”.

 

Bastos contou que a empresa cresceu acima do mercado nos últimos três anos, mesmo com a crise.

 

Para apoiar o crescimento esperado a empresa investiu no lançamento de novos itens para a reposição. Desde 2016 colocou no mercado mais de 150 peças novas, sendo que treze turbocompressores, sete embreagens viscosas, dois motores de partida e um alternador foram apresentados no primeiro dia da Automec 2019, na terça-feira, 23, e chegarão ao mercado ao longo do ano. Dos lançamentos o mais importante é o turbo para aplicação na Toyota Hilux, com tecnologia VTG, turbina de geometria variável.

 

Dos treze turbos lançados no evento onze serão produzidos na fábrica de Itatiaia, SP, e os outros dois serão importados da China. No caso do motor de partida um será produzido em Brusque, SC, e o outro virá da Coreia. Já o novo alternador será importado do México.

 

Bastos também disse que para crescer a empresa precisou investir na sua rede de distribuição, que em 2016 era de 197 pontos de estoque e, em 2019, já passou de quatrocentos pontos: “Investimos na adequação e na atratividade da rede após a crise e, em cada região, buscamos o melhor perfil para nossa rede. Em alguns casos nós procuramos por empresas maiores, com maior capilaridade e maior organização dos seus negócios”.

 

Foto: Divulgação.