Prefeitura de São Bernardo tenta recolocar ex-trabalhadores Ford

Imagem ilustrativa da notícia: Prefeitura de São Bernardo tenta recolocar ex-trabalhadores Ford

São Paulo – A Prefeitura de São Bernardo do Campo tem reuniões agendadas na semana que vem com executivos da Mercedes-Benz e da Volkswagen para tentar abrir as suas portas para ex-funcionários da Ford Taboão. A medida é similar à adotada pelo município com a General Motors, da vizinha São Caetano do Sul, há duas semanas, atitude que foi bem vista pelo presidente Carlos Zarlenga – mesmo sem ter estabelecido compromisso de absorção de pessoal.

 

Segundo Orlando Morando, prefeito de SBC, os funcionários que foram demitidos da Ford Taboão serão cadastrados em um banco de dados que poderá ser consultado “com prioridade pelas montadoras que precisarão contratar operadores para suas linhas”.

 

A medida, segundo ele, não representa garantias de emprego, pois deverão atender às demandas futuras das fabricantes: “Não serão abertas novas vagas para contratações exclusivas neste caso”.

 

Com o encerramento da produção no Taboão, onde a Ford produzia os New Fiesta e conduz, até acabarem as peças, os seus caminhões, estima-se que cerca de 1 mil funcionários ficarão sem emprego. Recontratar esses funcionários, com experiência em linhas de montagem, representaria ganho de custo e de tempo para montadoras que vierem a precisar de mão de obra em suas unidades no ABCD paulista.

 

Foto: Divulgação.