Concessionárias poderão reabrir em São Paulo

Imagem ilustrativa da notícia: Concessionárias poderão reabrir em São Paulo
Foto Jornalista Redação AutoData

Por Redação AutoData

CompartilheVarejo
27/05/2020

São Paulo – O governador de São Paulo, João Doria, apresentou nesta quarta-feira, 27, plano de reabertura gradual da economia do Estado, parada desde meados de março por causa da pandemia de covid-19. Nele ficou estebelecida a abertura parcial de concessionárias a partir da segunda-feira, 1º de junho, inclusive na Capital. Mas os municípios terão de respeitar protocolos -- no caso do setor da distribuição de veículos há recomendações visando à entrega dos veículos e peças em domicílio, e higienização e controle de acesso de pessoas na área de showroom.

 

A abertura com restrições se dará em período denominado, pelo governo do Estado, como fase 2 da quarentena. Dependendo de como reagirem os indicadores de contaminação nos municípios os setores poderão mudar para as próximas fases. Na 3 caem as restrições às concessionárias.

 

Na quinta-feira, 28, está programada reunião na Prefeitura de São Paulo para decidir se o município adere ou não ao planejamento do Estado.

 

A Região Sudeste, que tem São Paulo como maior mercado, foi a responsável por 32% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves realizados no País em abril, segundo dados da Fenabrave. No período foram emplacadas 51,3 mil unidades.

 

São Paulo é, de longe, o Estado que mais tem casos confirmados de mortes pela covid-19 no Brasil -- e a curva segue em ascensão. De acordo com a Secretaria de Saúde estadual são 89,4 mil diagnósticos da doença com mais de 6,7 mortes registradas. A taxa de ocupação de leitos no Estado já é 73,3%.

 

Já na Capital, segundo a Secretaria de Saúde municipal, são 51,8 mil casos, com 3,4 mil mortes. A taxa de ocupação de leitos é de 85%.

 

Foto: Divulgação.