Grupo Volkswagen cresce no ano

Imagem ilustrativa da notícia: Grupo Volkswagen cresce no ano

O Grupo Volkswagen divulgou na sexta-feira, 27, balanço financeiro do terceiro trimestre, registrando alta de 7,7% nas vendas de carros de passeio, com 2 milhões 642 mil unidades emplacadas, na comparação com o mesmo período do ano passado. No acumulado do ano o crescimento é de 3,4% e 7 milhões 913 mil unidades vendidas.

 

Acompanhando o crescimento das vendas, o lucro operacional antes dos itens especiais chegou a € 4,3 bilhões, ante € 3,7 bilhões no mesmo período de 2016, crescendo 15,1%. Nos nove meses do ano o lucro operacional foi de € 13,2 bilhões, alta de 17,4%.

 

O lucro depois dos impostos teve queda de 51,2%, com € 1,1 bilhão registrado, ante € 2,3 bilhões no mesmo período de 2016. O Grupo VW justifica essa queda pelos gastos com o caso dieselgate. Porém, no acumulado do ano os números são positivos, com crescimento de 30,8% e lucro de € 7,7 bilhões.

 

No terceiro trimestre, o resultado das operações aponta queda de 48%, com € 1,7 bilhão, ante € 3,3 bilhões de julho a setembro de 2016, também por causa do dieselgate. Mas no acumulado do ano a alta é de 23% e € 10,6 bilhões que vieram do resultado das operações.

 

Por fim, o resultado líquido no acumulado do ano, mesmo com os gastos do dieselgate, é de € 25,4 bilhões, queda de 18,2%, pois no mesmo período do ano passado o resultado foi de € 31,1 bilhões. Frank Witter, membro do conselho de administração responsável por finanças e controle, destacou que o impacto do dieselgate ainda não acabou: “Podemos ficar satisfeitos com o que conseguimos até agora, mas já gastamos € 14,5 milhões de euros com esse problema e ele não está do fim”.

 

A geração de empregos do Grupo Volkswagen também registrou alta de 1,6%, com 636,7 mil colaboradores em todo o mundo. A expectativa de crescimento dos lucros operacionais do Grupo para 2017 pode ser um pouco maior do que o objetivo traçado no começo do ano.

 

Foto: Divulgação