Máquinas: retomada virá no segundo semestre.

Imagem ilustrativa da notícia: Máquinas: retomada virá no segundo semestre.
CompartilheBalanço da Anfavea
06/07/2018

São Paulo - As vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias somaram 4 mil 919 unidades em junho, expansão de 28% na comparação com o mesmo período do ano passado e de 49,8% na comparação com maio, que foi afetado pela greve dos caminhoneiros, de acordo com dados divulgados pela Anfavea na sexta-feira, 6.

 

No acumulado do ano as vendas somaram 19 mil 865 unidades, contra 20 mil 324 em igual período do ano passado, queda de 2,3%. Mas, de acordo com o presidente Antonio Megale, a situação mudará no segundo semestre:

 

"No primeiro semestre foi possível reduzir as perdas mês a mês e, partir de julho, começaremos a registrar crescimento nas vendas de máquinas e, com isso, nossa projeção para o ano é de alta de 7%, chegando a 45,5 mil unidades".

 

Em janeiro a expectativa da entidade era a de que as vendas não passariam de 44 mil unidades, crescendo 3,7%.

 

A produção de junho foi de 5 mil 579 unidades, alta de 7,7% ante igual período do ano passado e de 21,6% na comparação com o mês anterior. No ano foram produzidas 27 mil 834 máquinas, queda de 2,4% contra o mesmo período do ano passado -- mas a expectativa é a de que comece a crescer a partir de julho, acompanhando as vendas: a nova projeção da Anfavea é de crescimento de 14%, chegando a 60,4 mil unidades fabricadas, contra 59,4 mil.

 

As exportações de junho somaram 1 mil 78 máquinas, expansão de 2,5% na comparação com o mês passado e queda de 28,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado. No ano foram 6 mil 124 embarques, alta de 2,1%. A projeção revisada da Anfavea é de aumento de 7%, chegando a 15 mil unidades, sendo que os principais destinos são a Argentina, no caso das máquinas agrícolas, e os Estados Unidos no caso das máquinas rodoviárias.

 

Fotos: Divulgação.