Governo Federal chama Ford à mesa

Imagem ilustrativa da notícia: Governo Federal chama Ford à mesa

São Paulo – O fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, SP, entrou na pauta de prioridades do Governo Federal: o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, convocou uma reunião na quinta-feira, 7, com o presidente da montadora, Lyle Watters, o prefeito de SBC, Orlando Morando Júnior, e com assessores do governo do Estado. No encontro, em São Paulo, o secretário solicitou que a empresa apresente seu plano de desmobilização, estudo que deve conter os possíveis reflexos da saída da empresa na região.

 

A Ford confirmou à Agência AutoData a realização do encontro e informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não se manifestará sobre o assunto. De acordo com a Prefeitura de São Bernardo do Campo nova reunião está marcada para daqui a duas semanas, quando montadora deverá apresentar alguns dados solicitados por Carlos da Costa, como geração de impostos e emprego pela unidade que será fechada. Levar o assunto para a esfera federal foi uma promessa do governador do Estado, João Dória.

 

O encontro foi realizado no mesmo dia em que os trabalhadores da fábrica do Taboão se mobilizaram em caminhada pela cidade, reivindicando a revogação da decisão da empresa.

 

Ao mesmo tempo em que os funcionários marchavam pelas ruas, três representantes do sindicato se reuniam com diretores da Ford em Dearborn, MI, onde fica a sede da montadora. A intenção da entidade de classe é buscar com a matriz meios de manter a produção no ABC.

 

Foto: Adonis Guerra/SMABC.