Venda direta da Caoa só para a Caoa

Imagem ilustrativa da notícia: Venda direta da Caoa só para a Caoa
Foto Jornalista  André Barros

Por André Barros

CompartilheEmpresa
10/12/2019

São Paulo – Diz o ditado popular: “Se não pode vencer seu inimigo junte-se a ele”. Pois é o que faz o Grupo Caoa, um dos maiores revendedores de veículos do Brasil – somente este ano quase 5% dos emplacamentos no mercado brasileiro serão gerados a partir de uma concessionária do grupo de Carlos Alberto Oliveira Andrade –, ao anunciar a criação da Caoa Rent a Car, seu braço de locação de veículos.

 

Com a operação, que já está funcionando desde o começo da semana e dispõe de cerca de quatrocentos veículos, o Grupo Caoa poderá competir, também, no segmento de vendas diretas, responsável por mais de 45% dos licenciamentos de janeiro a novembro. Na prática, poderá rentabilizar seus próprios veículos de outra maneira, ao emplacá-los para uso no seu serviço de locação.

 

A nova divisão já nasce grande: são 216 potenciais pontos de venda, uma vez que toda concessionária Caoa, seja bandeira Caoa Chery, Ford, Hyundai ou Subaru, oferecerá o serviço de aluguel. A princípio, contou o presidente Mauro Correia, os alvos serão frotistas e pessoas físicas que desejam alugar carro por períodos longos, de doze a 36 meses. O próximo passo é comprimir esse prazo e – por que não? – oferecer locação por horas, nos moldes carsharing. “Ainda estamos concluindo o modelo de negócio”.

 

A Caoa, conforme diz outro conhecido ditado, “junta a fome com a vontade de comer”. Por um lado observa o crescimento mais forte no segmento de vendas diretas, do qual prefere manter certa distância pelas margens de lucro mais achatadas. Do outro enxerga demanda, especialmente por administradores de frota, por este tipo de serviço.

 

“Os frotistas buscam a solução completa”, disse Correia. “Além do carro à disposição querem ter acesso aos serviços, manutenção. Nós temos condições de oferecer isso tudo.”

 

O grupo espera reflexo positivo no volume de vendas já no primeiro ano: ampliar em 30% os emplacamentos de modelos Caoa Chery, Ford, Hyundai e Subaru, para 176 mil unidades, ante as 135 mil projetadas para 2018. Bom esforço será destinado à Caoa Chery, que, nas contas do presidente Marcio Alfonso, poderá ver suas vendas saltarem de 20 mil para 50 mil unidades.

 

Foto: Divulgação.