Nova tecnologia reduz tempo de cura na indústria automotiva

Imagem ilustrativa da notícia: Nova tecnologia reduz tempo de cura na indústria automotiva
Foto Jornalista Roberto Hunoff

Por Roberto Hunoff

CompartilheEmpresa
22/01/2020

Caxias do Sul, RS -- Os grupos ArpiAspersul, de Caxias do Sul, RS, e o holandês EMM formaram joint venture para a distribuição da tecnologia de cura fast curing. O equipamento que cura materiais, como tintas, massas, colas e outros, por meio de lâmpadas UV LED, já à disposição do mercado nacional, será também produzido na Europa e distribuído mundialmente pelas marcas holandesas Colad e Tander, que integram o Grupo EMM.

 

Lançado oficialmente na SEMA Show, nos Estados Unidos, no ano passado, o equipamento está com início de distribuição estimado para o primeiro semestre. A nova versão da tecnologia, criada originalmente pela Doxa Technologies, uma das empresas do Grupo ArpiAspersul, é um sistema de cura UV LED testado e patenteado como o mais rápido do mercado. Além do aprimoramento da tecnologia também foi melhorado o design do equipamento, que se assemelha a uma pistola de pintura.

 

Para o diretor comercial do Grupo ArpiAspersul, Renato Valcarengh Nunes, o objetivo é propagar a tecnologia para o mundo em grande escala: “Essa parceria difundirá a tecnologia e nosso objetivo é ser líder mundial nessa oferta”.

 

A nova versão foi desenvolvida exclusivamente para atender ao setor automotivo.

 

O grupo ArpiAspersul assumiu o controle da Doxa Technologies em abril do ano passado. Trata-se da primeira empresa no mundo a desenvolver processos de cura UV LED com aplicações que abrangem os mais diversos tipos de mercados. A Doxa surgiu dentro da oficina automotiva Dimension Customs, em São Paulo. A partir da necessidade de aumentar a produtividade os gestores Juliano Barbosa e Emerson Calvo conheceram a tecnologia de cura ultravioleta e perceberam uma oportunidade.

 

Aprofundaram-se em estudos de engenharia eletrônica para desenvolver e aprimorar a tecnologia, dedicada inicialmente ao setor automotivo. O sistema foi se expandindo e hoje atende também a outros segmentos industriais. Segundo o diretor técnico Juliano Barbosa a expectativa é substituir completamente a tecnologia de cura por mercúrio, considerada danosa ao meio ambiente. Também ressaltou que a indústria brasileira precisa de inovações que colaborem com a produtividade, economia de energia e que atendam às regras ambientais e trabalhistas. A tecnologia pode ser aplicada de maneira portátil com equipamentos manuais de linha, ou em versões industriais personalizadas, atendendo às necessidades dos mais diversos segmentos e tipos de aplicações.

 

O grupo é o primeiro no Brasil a comercializar a tecnologia dos produtos da EMM, especialista em equipamentos e acessórios para pintura industrial e repintura automotiva, com forte atuação em toda a Europa. Para o gerente de vendas internacionais, Fernando Klisiewicz, o Brasil é um grande consumidor dos produtos da marca: “Sempre tivemos o desejo de fechar negócios com o Brasil. Agora temos fortes expectativas de crescimento em conjunto com o grupo ArpiAspersul”.

 

Foto: Divulgação.