Locadoras reduzem taxas para motoristas de aplicativo

Imagem ilustrativa da notícia: Locadoras reduzem taxas para motoristas de aplicativo
Foto Jornalista  Caio Bednarski

Por Caio Bednarski

CompartilheCovid-19
13/04/2020

São Paulo – Tendo nos motoristas de aplicativos importante porcentual de receita nos últimos anos, as locadoras de veículos tomaram medidas para suavizar a situação destes importantes clientes, impactados pela redução de movimento gerada pelas regras de restrição tomadas por prefeituras para conter a pandemia de covid-19. Segundo apurou a Agência AutoData as corridas caíram em torno de 70% nas últimas semanas.

 

Movida, Unidas, Vai.Car e Kovi são algumas das locadoras que criaram pacotes e medidas especiais para os motoristas de aplicativos. No caso da Kovi um novo pacote de aluguel semanal foi criado, com a cobrança feita apenas pelos quilômetros rodados – caso o cliente opte por ficar em casa para se proteger, a taxa será de R$ 10.

 

Para os motoristas que estão nas ruas a Kovi buscou parcerias com Rappi, Supermercados Now e CornerShop para que seus clientes, em vez de transportar passageiro, façam entregas de mercado.

 

A Movida reduziu as taxas de aluguel mensal e criou diversos pacotes com quilometragem fechada e descontos de até 44%. Para os motoristas que já estão no segundo ano de contrato, ou mais, estão disponíveis cinco pacotes que vão de R$ 30 a mais de R$ 900, com opções de rodar de 300 a mais de 5 mil quilômetros por mês. Quem estiver no primeiro ano de contrato com a Movida e quiser renovar durante a pandemia terá desconto de R$ 600.

 

A Vai.Car, startup de locação com processo 100% online, reduziu em 50% o valor do depósito em garantia que é feito pelo motoristas. No fim do mês o valor é descontado do aluguel do veículo, que durante a pandemia poderá ser pago em até doze vezes sem juros no cartão de crédito. A startup também está oferecendo sete dias a mais para o pagamento do aluguel mensal – os motoristas que pagarem em dia receberão descontos.

 

A Unidas também reduziu os valores das tarifas mensais, mas não informou quais os porcentuais de desconto. A locadora também flexibilizou as regras de renovação de contrato e dispensou a presença doo motorista na loja física. Um novo locatário pode receber o carro em casa após a reserva, mas antes o veículo será higienizado por segurança".

 

A 99, uma das plataforma que oferece corridas aos motoristas, fechou parceria com as secretarias municipais de Saúde de Curitiba, PR, Manaus, AM, Porto Alegre, RS, e São Paulo e entregou vouchers que somam R$ 4 milhões para serem usados pelos profissionais de saúde que precisam se deslocar para trabalhar durante a pandemia,  o que ajuda, também, a gerar demanda por corridas para seus motoristas. A empresa também criou um fundo global de US$ 10 milhões para pagar uma ajuda mensal aos motoristas que contraírem o coronavírus e promove uma série de ações de conscientização e de higienização dos veículos.

 

A Uber não criou um fundo financeiro específico, mas confirmou que os motoristas infectados receberão juda de custo por até catorze dias, enquanto não puderem trabalhar. O valor, segundo a plataforma, será baseado na média semanal de faturamento dos últimos seis meses. A companhia também fechou uma parceria com a Vale Saúde Sempre, que oferecerá descontos em consultas médicas, exames e remédios para seus colaboradores, dispensados de pagar anuidade do programa, de R$ 358,80. Ações como conscientizar os motoristas e ajudá-los na limpeza dos veículos também foram tomadas.

 

Foto: Divulgação.