Ford prepara novo ciclo de investimentos

Imagem ilustrativa da notícia: Ford prepara novo ciclo de investimentos
CompartilheMontadora
16/11/2017

A Ford confirmou que prepara novo ciclo de investimento no Brasil, mas não revelou o seu valor. Seu último ciclo de investimento aqui foi de R$ 4,5 bilhões no período de 2010 a 2015. 

 

Durante apresentação de linha de montagem da fábrica de Camaçari, BA, o gerente do complexo industrial da Ford Nordeste, Silvio Illi, destacou que a fábrica trabalha, hoje, com sua capacidade máxima de produção, usando os três turnos de trabalhadores: "São 250 mil carros fabricados por ano.”

 

Inaugurada em 2001 a primeira fábrica de automóveis do Nordeste tem área de 4,7 milhões de m2, gera quase 8 mil empregos diretos e já produziu mais de 3 milhões de unidades. Ali, também, a Ford inaugurou, em 2014, a primeira fábrica de motores do Nordeste, com área total de 24,5 mil m2 e capacidade para produzir 210 mil motores por ano: “Temos uma das fábricas mais modernas da Ford no mundo”.

 

O conceito de indústria 4.0 – conjunto de tecnologias modernas relacionadas com a transmissão de dados e que visa a melhorar a produção e a qualidade tecnológica – também está presente na planta. Camaçari opera com mais de seiscentos robôs, que custam cerca de US$ 100 mil cada: todo o processo de solda, por exemplo, é feito de forma eletrônica.

 

Por lá também foi adotado sistema à prova de defeito: computador identifica se todos os itens foram instalados e se a instalação foi feita de maneira correta. A planta dispõe, igualmente, de sistema Net Forming & Piercing, sistema a laser que dá mais precisão na montagem da parte dianteira do veículo: com base na furação da parte traseira robôs calculam os pontos exatos dos furos na dianteira.

 

A realidade virtual também faz parte deste processo de avanços tecnológicos. Exemplo: impressora 3D e manufatura virtual são alguns dos itens que fazem parte do processo produtivo na unidade: “Quando investimos em algum produto já fizemos toda a avaliação, pois todos os impactos foram treinados em ambiente virtual”.

 

Fotos: Divulgação