CNI: custos crescem 0,4% no jul-set de 2017.

Imagem ilustrativa da notícia: CNI: custos crescem 0,4% no jul-set de 2017.

A CNI divulgou na quarta-feira, 10, com o atraso habitual, o indicador de custos industriais do terceiro trimestre do ano passado, composto pelos principais custos da indústria: produção, capital de giro e tributário. Houve um aumento de 0,4% nos custos gerais na comparação com o resultado do trimestre anterior.

 

Um dos indicadores que contribuíram para a alta foi o custo de produção, que é o que a empresa gasta para fazer o produto, 0,1% no trimestre. Esse índice é formado por outros três: o de custo dos trabalhadores, que cresceu 1,8%, o custo de energia, alta de 2,5% e o custo de bens intermediários, os insumos usados para produção, queda de 0,6%.

 

Outro índice relevante para o aumento foi o custo tributário, com alta de 2,9%. O único índice que caiu foi o de custos com capital de giro, -5,4%, compensando parcialmente o aumento do índice anterior, segundo a CNI.

 

Renato da Fonseca, gerente executivo de pesquisa e competividade, disse que “o indicador pode ser acompanhado pelos empresários e pela população para saber o que acontecerá com os preços dos produtos industriais nacionais. Por exemplo: se ocorre um aumento no custo da energia a gente percebe o quanto isso representará em aumento de custo para a indústria e quanto isso pode representar em aumento de preço para população”.

 

Foto: Divulgação.