Nissan negocia novo ciclo de investimento

Imagem ilustrativa da notícia: Nissan negocia novo ciclo de investimento
CompartilheMontadora
23/09/2019

São Paulo – Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil, desembarcará no Japão, país sede da companhia, no mês que vem levando debaixo do braço o planejamento estratégico para os próximos cinco anos. Espera conseguir o sinal verde para um novo ciclo de investimento para o País, de 2019 a 2023 – e tem a esperança de conseguir valor superior aos R$ 2,6 bilhões liberados de 2012 até o ano passado.

 

“Este novo investimento é fundamental para a Nissan continuar crescendo no Brasil, que tem boas perspectivas para os próximos anos”, afirmou o executivo. “Conseguimos aprovar alguns pontos, mas para fechar todo o ciclo precisamos aprovar mais algumas questões. Está tudo no nosso radar.”

 

Aprovado, será o segundo grande investimento da Nissan no Brasil, dando sequência àquele que originou sua fábrica de Resende, RJ. Na unidade inaugurada em 2014 são produzidos, atualmente, o hatch compacto March, o sedã Versa e o SUV Kicks. A produção segue em dois turnos – Silva tinha a esperança de abrir o terceiro turno este ano, mas o desaquecimento do mercado argentino, especialmente, frustrou seus planos.

 

Segundo ele a retomada da produção nacional, que deverá bater 3 milhões de unidades este ano e manter ritmo semelhante em 2020, deu novo ânimo à matriz com relação ao mercado local – e ajudou nas negociações: “Retornando à marca de 3 milhões a indústria recupera grande parte do volume perdido durante a crise e mantém um patamar mais interessante”.

 

O presidente da Nissan admitiu a possibilidade de aumentar o portfólio com este novo aporte: “É uma das ideias para seguir crescendo. Até porque no ano que vem teremos Salão do Automóvel no Brasil, um evento muito importante”.

 

Em julho o executivo admitiu que uma versão de modelo hibrida está no radar de Resende, com projeção de início de produção estimada para 2022.

 

Foto: Divulgação.