Máquinas de construção: alta de até 15% em 2020.

Imagem ilustrativa da notícia: Máquinas de construção: alta de até 15% em 2020.
CompartilheCongresso AutoData
21/10/2019

São Paulo – O setor de máquinas de construção projeta mercado interno aquecido em 2020, com alta de 10 a 15% nas vendas. A estimativa foi divulgada pelo diretor de estratégia e desenvolvimento de rede da Volvo CE, Massami Murakami, e pelo diretor de portfólio de produto do Grupo CNH, Thiago Wrubleski, durante o Congresso AutoData Perspectivas 2020, na segunda-feira, 21, no Hotel Transamérica, em São Paulo.

 

“O setor continuará aquecido, mas o crescimento projetado poderia ser maior: a demora na aprovação das reformas que o País aguarda deve dificultar um pouco a expansão”, afirmou Murakami.

 

Os executivos acreditam em demanda maior nos segmentos de construção, aluguel de máquinas e do agronegócio. São os mesmo que estão puxando o crescimento do setor esse ano, que até agosto registrou crescimento de 29% -- ritmo que, segundo Wrubleski, deverá ser mantido até dezembro: “Com a movimentação registrada no acumulado, acredito que a expansão do setor ficará acima de 20% até dezembro”.

 

Para 2019 o diretor da Volvo CE espera uma alta de até 20% nas vendas internas e ressaltou que essa projeção é mais otimista que a de janeiro: “Começamos o ano esperando uma alta de 5% a 10% para o setor, mas nos surpreendemos com o resultado do primeiro semestre. Agora, esperamos uma expansão em torno de 20%”.

 

Fotos: Christian Castanho.