Pesados puxam a produção de caminhões

Imagem ilustrativa da notícia: Pesados puxam a produção de caminhões
Foto Jornalista  Bruno de Oliveira

Por Bruno de Oliveira

CompartilheBalanço da Anfavea
07/01/2020

São Paulo -- O mercado interno aquecido no segmento de pesados refletiu de forma positiva na produção de caminhões em 2019. Segundo dados da Anfavea divulgados na terça-feira, 7, saíram das linhas, até dezembro, 113 mil 476 unidades, volume 7,5% maior do que o registrado no janeiro-dezembro de 2018: "As demandas do agronegócio puxaram as vendas de caminhões pesados e a indústria tratou de responder à demanda nas linhas", disse o vice-presidente Marco Saltini.

 

A produção de pesados representou quase que a metade do total fabricado no ano passado, somando 61 mil 730 unidades. O volume representou alta de 25%. O resultado ficou um pouco abaixo do projetado pela Anfavea para a produção de caminhões no ano passado, 115 mil unidades. De acordo com o presidente Luiz Carlos Moraes a diferença de 2,5 mil unidades se deu em função da diminuição natural do ritmo das fábricas em dezembro.

 

Os semi-pesados representaram a segunda maior parcela dentro da produção total de caminhões em 2019, com 27 mil 122 unidades, resultado que indicou recuo de 1,2% sobre 2018.

 

A terceira maior produção foi a de caminhões leves, que somaram 18 mil 14 unidades no janeiro-dezembro. O volume produzido foi 11,5% menor do que o registrado em 2018. 

 

A produção de caminhões médios somou 5 mil 642 unidades, queda de 11,6%. Em quinto lugar no segmento ficaram os semileves, com produção de 968 unidades, 50% a menos.

 

Foto: Divulgação.