VW aumenta exportação de motores ao México

Imagem ilustrativa da notícia: VW aumenta exportação de motores ao México

A Volkswagen anunciou na segunda-feira, 23, que aumentará o volume de exportação de motores à fábrica que mantém em Puebla, no México. Ano passado a companhia informou que seriam embarcados, até 2020, 250 mil motores 1.4 TSI movido à gasolina para equipar o VW Jetta que, de lá, é exportado aos Estados Unidos. A empresa atualizou o volume em abril: serão mais 50 mil unidades, totalizando 300 mil.

 

Segundo Pablo Di Si, presidente da Volkswagen para a América Latina, a subsidiária brasileira venceu concorrência com outras que a VW possui no mundo, processo chamado inter-company: "Há concorrência interna o tempo todo dentro da companhia e a unidade de São Carlos venceu pela qualidade da produção de componentes que existe lá". O executivo apontou sensível aumento da demanda do Jetta no mercado estadunidense como fator responsável pelo incremento.

 

Não é a primeira vez que a unidade do interior paulista vence concorrência interna. De 2015 até setembro do ano passado a empresa exportou 90 mil motores 1.0 de 3 cilindros para a Alemanha, para equipar os modelos Up! e Polo feitos em Chemnitz. A unidade de São Carlos, segundo Di Si, produziu ano passado coisa de 450 mil motores. A projeção do executivo para este ano é que sejam fabricados 830 mil.

 

Foto: Divulgação.