Máquinas seguem no caminho do crescimento

Imagem ilustrativa da notícia: Máquinas seguem no caminho do crescimento
CompartilheBalanço da Anfavea
04/10/2018

São Paulo - O primeiro balanço de vendas apresentado pela Anfavea em fevereiro registrou queda de 33% nos negócios do segmento de máquinas agrícolas e de construção. Mesmo assim, a entidade projetava um incremento de 7% das vendas até dezembro. Mas agora, a perspectiva é de um crescimento ainda mais robusto, de 11% para 2018.

 

“Foi uma surpresa quando apresentamos a queda dos negócios em fevereiro, mas as projeções para o ano eram positivas. Estamos reajustando o porcentual de crescimento das vendas baseados nesse bom desempenho, especialmente das máquinas agrícolas”, pondera Antonio Megale, presidente da Anfavea.

 

São muitas as razões que explicam o desempenho do segmento este ano. A renovação das máquinas por conta da safra recorde e a guerra comercial entre Estados Unidos e China, que traz oportunidades para o agronegócio brasileiro, são algumas, segundo avaliação da entidade.

 

Assim, a produção de máquinas agrícolas e de construção registra crescimento no acumulado do ano de 9,2% sobre igual período do ano passado. Foram produzidas 46 mil 200 unidades. Só em setembro foram produzidas 4 mil 800 unidades, aumento de 40,1% na comparação com o mesmo mês de 2017.

 

Já o mercado interno segue o caminho do crescimento. De janeiro a setembro os negócios cresceram 7,7%, com 34 mil 600 unidades entregues. Porém, o resultado de setembro, 4 mil 900 unidades foi 2,9% inferior. Megale minimiza o desempenho por conta de “dois dias úteis a menos, que não prejudicou o ritmo de crescimento. Ainda abaixo da média histórica, de 45 mil 300 unidades no ano, continuamos no caminho certo”.

 

As vendas mensais comparadas com setembro de 2017 seguem 17,5% melhores.

 

Foto: Divulgação.