Mercado interno mantém positiva produção de caminhões

Imagem ilustrativa da notícia: Mercado interno mantém positiva produção de caminhões
CompartilheBalanço da Anfavea
06/02/2019

São Paulo – As empresas fabricantes de caminhões comemoram ter alcançado patamar de vendas próximo às 7 mil unidades em janeiro. Sob sua ótica o volume indica possibilidade de aproximação do nível que consideram ideal para uma operação saudável no País, no caso, 10 mil unidades/mês, o que resultaria em produção anual de 120 mil unidades.

 

Dados da Anfavea divulgados na quarta-feira, 6, mostraram que saíram das linhas, no mês passado, 6 mil 811 unidades de chassis de caminhão, o que representa acréscimo de 1,6% sobre o volume produzido em janeiro do ano passado. Segundo o vice-presidente Marco Saltini houve aumento da demanda por caminhões em outros segmentos afora o agronegócio, que tem sustentado o segmento nos últimos anos.

 

“A movimentação de cargas como um todo tem aumentado no País, não apenas as cargas de grãos, por exemplo, o que é positivo e nos aproxima de patamares de produção ideais, de 100 mil a 120 mil por ano. E a tendência observada após as eleições é a de que o mercado de caminhões segue o ritmo que vinha imprimindo desde o ano passado, ao passo que no Exterior a expectativa é de queda nos volumes com reflexo percebido nas linhas das fabricantes”.

 

Apesar da demanda crescente em outros segmentos o agronegócio segue como principal demandante de caminhões, sobretudo os pesados. A importância é percebida pelos números de produção do setor: enquanto o desempenho em janeiro foi negativo para caminhões semipesados, médios e semileves, a produção dos pesados cresceu 18,7% na comparação com o volume registrado em janeiro do ano passado, para 3 mil 135 unidades.

 

Foto: Divulgação.