Produção de caminhões cresce no ano

Imagem ilustrativa da notícia: Produção de caminhões cresce no ano
CompartilheBalanço da Anfavea
06/09/2017

O empenho das fabricantes de caminhões em reduzir a queda nas vendas internas tem mostrado efeito transcorridos oito meses do ano, e seu reflexo direto está nos números de produção do período. Saíram das linhas, de janeiro a agosto, 50 mil 880 veículos, volume 22,5% maior do que o registrado em igual período do ano passado, apontaram dados divulgados pela Anfavea na quarta-feira, 6.

 

De acordo com Marco Saltini, diretor de assuntos institucionais da MAN Latin America, a produção de caminhões ainda está voltada para as exportações, mas já é possível enxergar aumento da participação da demanda interna na absorção da produção: “O setor trabalha para reduzir as quedas no mercado interno. Já é possível perceber que até agosto as vendas apresentaram ritmo de redução das perdas na comparação com 2016”.

 

Em janeiro os licenciamentos foram 33,3% menores do que os registrados no mesmo mês do ano passado. A partir de fevereiro, no entanto, o desempenho negativo foi diminuindo, chegando a 32,8%. Em agosto o volume de emplacamentos chegou a 11,1% negativo, denotando que as fabricantes venderam mais caminhões internamente. Nas exportações o volume de veículos de janeiro a agosto foi de 18 mil 876 unidades, 48% a mais que em igual período de 2016.

 

O cenário ainda está aquém do ideal, segundo Saltini, e porque o segundo semestre tem histórico de vendas menores de veículos pesados na comparação com os primeiros seis meses, a Anfavea reduziu a projeção de vendas para o ano – de 65,6 mil veículos para 64 mil.

 

A produção de caminhões pesados até agosto totalizou 19 mil 363 unidades, volume que representou alta de 33,6% na comparação com o mesmo período de 2016, a de semipesados cresceu para 15 mil 678 unidades, 33,9% mais, e a de caminhões médios, que somou 4 mil 414 unidades, cresceu 70%. Nos leves, 9 mil 728, queda de 11,5%, e nos semileves, 1 mil 697 unidades, queda de 3%.

 

A produção de ônibus até agosto foi de 14 mil 468 unidades, alta de 17,3% na comparação com o desempenho de 2016. A produção de veículos para aplicação urbana cresceu 22,9%, ao passo que a de veículos para uso rodoviário cresceu 2,3%.

 

Foto: Divulgação