XC40 faz Volvo revisar meta de vendas para 2018

Imagem ilustrativa da notícia: XC40 faz Volvo revisar meta de vendas para 2018

A Volvo Cars revisou para cima sua projeção de vendas para o ano com a alta demanda pelo XC40, modelo SUV que incorporou à sua gama em abril. O volume estimado expandiu de 6 mil para 6,4 mil unidades até dezembro porque, segundo Luís Resende, presidente da operação brasileira, houve "demanda crescente e imprevista pelos modelos de toda a gama".

 

Em abril a empresa registrou seu melhor mês no País, com 536 emplacamentos, volume além das expectativas pois o planejamento de vendas para 2018 usou como base o cenário de retomada do ano passado: “Calculamos o primeiro lote para o mercado com base nas características do cenário que vimos no País em 2017. Agora teremos de negociar mais pedidos com a matriz. Para o ano que vem os volumes estarão mais equalizados”.

 

Pedir mais veículos para o mercado brasileiro é, para Resende, uma manobra estratégica. Isso porque as linhas de produção da Volvo mantidas na Europa e nos Estados Unidos trabalham para atender regiões cuja demanda também é crescente, sobretudo pelos modelos XC60 e XC90. Assim a empresa opera hoje para antecipar a chegada de novos modelos e diminuir o tempo da entrega nas concessionárias.

 

De acordo com Resende o processo de importação e entrega tem um tempo médio que varia de quatro a cinco meses para todos os modelos Volvo vendidos aqui: “O mercado está vindo mais forte do que imaginávamos, tanto no segmento de volume quanto no de veículos premium. Estamos brigando com as fábricas para atender a demanda no menor tempo possível”.

 

Números da companhia mostram que dos 2 mil veículos que compunham a primeira remessa de XC40 para o mercado brasileiro 1,3 mil já foram destinados da pré-venda, iniciada em janeiro, até agora. Os Volvo chegam ao País por Cariacica, ES, onde a companhia mantém um armazém portuário. É uma região considerada estratégica, disse Resende, uma vez que tem fácil escoamento para as regiões Sudeste e Centro-Oeste.

 

Com a chegada da versão de entrada do modelo – a XC40 T4, prevista para julho – a empresa articula sua estrutura de vendas para acompanhar a expansão da oferta que acontecerá no segundo semestre, período em que estão previstos outros quatro lançamentos afora a versão de entrada.

 

Na segunda-feira, 21, foi incorporada à rede mais uma concessionária em São Paulo, totalizando 31 unidades no Brasil. O empreendimento, instalado na Zona Leste da cidade, tem como meta vender de vinte a 25 carros por mês. A nova loja tem como investidores integrantes da família Ferrari, tradicional na distribuição de veículos.

 

Renato Ferrari, pai dos gestores da nova loja Volvo, foi presidente da Abrave, entidade que antecedeu a Fenabrave, e autor da Lei Ferrari, criada para regular as relações das montadoras com concessionárias. O grupo familiar possui cinco lojas em São Paulo e, além da Volvo, representa Chevrolet e Hyundai.

 

Foto: Divulgação.